18/08/2009

Os queridinhos dos estrangeiros no Rio

Fonte: O Globo

Quando o assunto é arquitetura, Hugo Schwartz e Alexandre Gedeon falam inglês, francês, italiano… e até persa. Mas com sotaque carioca. É que os dois sócios do escritório InTown se tornaram os queridinhos dos gringos que moram ou têm apartamento no Rio. Tudo começou com o projeto feito para um empresário italiano, que indicou a dupla para um americano e um francês, que deram a dica para outros estrangeiros e por aí foi. O que essas residências têm em comum umas com as outras? A cara internacional, com toques de brasilidade, dizem eles.

Para Schwartz, a arquitetura brasileira ainda não se libertou totalmente da estética mais carregada, muito ornamentada. Ele diz que seus projetos, de maneira geral, seguem a tendência minimalista, que é o que está em alta internacionalmente, valorizando a paisagem.

“Essa é a vantagem da extrema simplicidade de formas, da opção por poucos móveis: com ambientes bem limpos, podemos chamar a atenção para o que realmente importa que, nestes casos, é a paisagem, já que todos esses projetos têm vista para algum cartão-postal da cidade.”

Assim, os apartamentos, com elementos arquitetônicos de concreto, ferro e vidro são quase esculturais. Os materiais high-tech seduzem a dupla: nos pisos, por exemplo, eles dispensam o requinte do mármore – considerado, por eles, clássico demais – e preferem, ao menos em áreas sociais, placas cimentícias ou o tecnocimento, na cor branca.

“Também usamos muito vidro: nos guarda-corpos, em amplas janelas e em móveis. É comum, em nossos projetos, ter grandes panos de vidro até nos banheiros, deixando a luz natural banhar os espaços”, acrescenta Schwartz.

CLÁSSICOS DO DESIGN MAIS PELAS TROPICAIS – Na decoração, a opção é por móveis considerados clássicos do design e peças desenhadas pelos próprios arquitetos com matéria-prima local.

“Desenhamos móveis com estrutura de bambu e madeiras brasileiras e costumamos usar alguns acessórios de fibras naturais, que dão um ar mais tropical. Mas é uma decoração pontual”, complementa o arquiteto.

Com esse portfólio, alguns projetos dos arquitetos já foram parar em páginas de publicações internacionais, como a revista americana Sport Style e a francesa L”Officiel Voyage.

“Entre nossos clientes, alguns são investidores: compram, reformam e vendem. Assim, acabam sendo ainda mais divulgados entre os gringos.”

Quer receber mais informações? Siga o ZAP no Twitter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.