15/02/2007

4 maneiras de decorar o seu aparador

Fonte: Casa & Jardim

A parede do aparador pede revestimento? Coloco quais objetos sobre ele? Como expor peças miúdas? Projetos de estilos diferentes tiram as dúvidas sobre como embelezar este móvel. Difícil vai ser você parar de brincar de decorado

Repórter de imagem – Tiago Cappi

Jogo de transparências

HIGH-TECH, o ambiente com piso de madeira ebanizada foi valorizado por um aparador de vidro de linhas retas. A arquiteta Fernanda Marques seguiu à risca o pedido do morador: uma mesa-bar bem clean. Sobre o móvel, acessórios de bar, como as garrafas de vidro, baldinho no mesmo material e taças de cristal dispostas em uma bandeja, dividem espaço com livros de arte e uma luminária em forma de bola. De tão moderno, o aparelho de som embutido na parede arremata a decoração marcada por transparências.

Na hora de escolher os enfeites para o aparador, um alerta da arquiteta: “Cuidado para que os objetos não tenham tamanhos e proporções muito diferentes”. Fernanda avisa que é preciso haver sintonia entre as peças, por isso é bom fazer uma pesquisa antes de empilhar itens sobre o móvel.

Marcos AntonioZap o especialista em imóveis

O aparador de vidro da IV Centenário (1,20 x 0,90 x 0,45 m), aliado ao som embutido na parede, deixou o espaço moderno e clean, onde só aparece o essencial. Na decoração, garrafas e balde de vidro, taças de cristal em bandeja com moldura de madeira, da Zona D, e um bowl da Benedixt sobre três livros de arte. A luminária Globall é da Dominici. A única cor do projeto de decoração vem dos tons de azul das taças (ao centro).

Drama em fundo preto

MODERNO, o aparador com pernas cromadas e tampo espelhado ocupa o nicho criado por dois armários na sala de jantar com piso de madeira perobinha. Para dar destaque ao móvel, o designer de interiores Marco Aurélio Viterbo pintou a parede de fundo em preto, um artifício que dá profundidade e enobrece o ambiente, ainda mais que a área conta com rodapé alto, de 30 cm de altura, em branco. Completando a cena está um belo espelho veneziano, já pertencente à moradora. “O aparador é revestido em espelho liso, o que alonga o efeito do espelho veneziano e dá um toque dramático com o fundo preto”, afirma Marco Aurélio.

Além de servir como apoio para a mesa de jantar, acomodando talheres ou servindo como bar em dias de festas, o aparador funciona como um pequeno hall para a sala. No dia-a-dia, para decorá-lo com elegância, Marco Aurélio aconselha o uso de flores, livros e poucos objetos. “Nada de entulhar o móvel. O interessante é usar poucas, mas boas peças para aquecer o ambiente.”

Um delicioso toque inusitado fica por conta do vaso de vidro forrado de sal grosso sobre o móvel. Desejo da dona da casa, a composição é chique e exala bom humor.

Marcos AntonioZap o especialista em imóveis

 

 

A mistura perfeita entre o romantismo do espelho veneziano e os traços modernos do aparador da Artefacto (2 x 0,60 x 0,74 m) fazem do ambiente um cenário com perfume dramático. Compondo a cena, poucos objetos, como o vaso de vidro da Renée Behar (dir.), vaso com orquídeas, as flores prediletas da proprietária, e livros de arte. Uma espécie de “xô, urucubaca” chique, o vaso de vidro com sal grosso rouba a cena junto com o
espelho veneziano.

 

 

Marcos AntonioZap o especialista em imóveis

 

Espelho na parede, espelho no aparador. O tampo refletivo do móvel reforça ainda mais a elegância da cena em fundo preto, que conta, ao centro do móvel, com caixinha chinesa de madeira comprada na Juliana Benfatti.

 

Páginas 1 e 2

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.