5 aromas de incensos e óleos essenciais, em que ambientes usar e benefícios

Além de espalhar aquele cheirinho gostoso na casa, incensos e óleos essenciais garantem bem-estar aos moradores. Os incensos são milenares e utilizados por várias civilizações em cerimônias espirituais ou religiosas para limpeza do ambiente e tratamento de enfermidades, enquanto os óleos essenciais são fabricados em laboratório com a finalidade de imitar aromas das plantas, são substâncias naturais e exercem funções terapêuticas, como explica Ana Paula Nardelli, aromaterapeuta e especialista em Sistemas e Serviços de Saúde pela Unicamp e Regulação do Acesso em Saúde pelo Instituto Sírio Libanês. Como cada aroma tem uma função, é preciso fazer bom uso para alcançar o objetivo desejado. A aromaterapeuta lista cinco aromas de incensos e óleos essenciais, benefícios e em que ambientes devem ser usados. 

1 – Lavanda (Lavandula angustifolia):

Traz relaxamento, combate ansiedade, redução de pressão alta, é excelente sedativo, antimicrobial e fungicida. Pode ser usado na casa toda, nos quartos ou banheiros, traz tranquilidade, equilíbrio e harmonia.

Aroma de lavanda traz tranquilidade, equilíbrio e harmonia ao ambiente

2 – Alecrim (Rosmarinus officinalis):

Era usado por gregos, romanos e egípcios para melhorar a memória, tônico para o coração ou em rituais para espantar maus espíritos. Existem quimiotipos diferentes de alecrim e cada um tem benefícios, porém todos auxiliam na memória, concentração e resgate da alegria. Pessoas com hipertensão, epilepsia ou gestantes devem evitar ou buscar orientação médica antes de usar.

Leia também

+ Velas decorativas: 6 tipos de aromas e em quais ambientes da casa usar

+ Como usar 5 tipos de aromatizadores para casa

3 – Hortelã (Mentha piperita):

Usado para questões respiratórias, hortelã pimenta auxilia quem sofre com sinusite, asma ou bronquite. Com aroma herbal mentolado, promove sensação de frescor, conforto e renovação. Excelente para ambientes de estudo ou trabalho por ser estimulante, promovendo concentração e foco. É antídoto da homeopatia e não deve ser usado durante tratamento homeopático. Pessoas hipertensas e cardíacas devem consultar médico antes de usar. 

4 – Eucalipto ((Eucalyptus globulus):

O eucalipto ajuda com problemas respiratórios como rinite, sinusite, tosse e gripe quando difundido no ar

É uma árvore com aroma fresco e purificador. Os antigos usavam folhas de eucalipto embaixo do colchão ou cama e era utilizado para reestabelecer a saúde. Com poder antisséptico, auxilia em condições respiratórias como rinite, sinusite, tosse e gripe quando difundido no ar. Ótimo para ambientes com ar-condicionado pois alivia o desconforto causado ao sistema respiratório. 

5 – Patchouli (Pogostemon cablim):

Usado em perfumes, loções e em forma de “pot pourri” para aromatizar ambientes. As moléculas aromáticas do patchouli podem ser estimulantes em pequenas doses e sedativas em grandes doses. Estimulante do sistema nervoso central, atua no auxílio ao combate da depressão, ansiedade, estresse e exaustão nervosa. Difundido no ambiente promove bem-estar, renovação e flexibilidade. Considerado afrodisíaco pelo efeito estimulante e renovador.

Leia mais

+ Energia cara? Veja 4 dicas para economizar na conta de casa

+ 6 dicas de Feng Shui para atrair boas energias para sua casa

Exit mobile version