04/12/2017

5 perguntas para se fazer antes de começar a reformar

Saiba quais questões vão te ajudar a evitar imprevistos

Fonte: ZAP em Casa

Começar a reformar é algo que requer coragem e disposição. Principalmente no caso do primeiro imóvel, dar os primeiros passos pode gerar muita insegurança e, acima de tudo, um milhão de dúvidas.

+Baixe o App de Faça Você Mesmo do ZAP em Casa

+ Siga nosso perfil no Pinterest

Mas para evitar imprevistos e até alguns erros durante esse processo existem algumas perguntas para se fazer antes de começar a reformar. Na lista abaixo você encontra as principais.

1 – Eu tenho um planejamento?

Essa é a primeira pergunta principal e a resposta dela deve ser sim. Se você não tem um planejamento, é por aqui que deve começar. Não importa se sua reforma é em todo o imóvel ou em cômodos avulsos, você vai precisar listar tudo o que necessita ser renovado.

Solte a imaginação e veja tudo o que você gostaria de mudar ou incluir, depois vá cortando conforme suas prioridades. Se achar mais fácil, desenhe, faça colagens ou procure referências – elas serão muito importantes se você for contratar um profissional para criar seu projeto.

(Foto: Shutterstock)

2 – O orçamento cabe no meu bolso?

Para ter ideia do orçamento, o melhor é fazer o caminho inverso e estipular um teto para ser gasto. É importante sempre incluir 15% no valor para imprevistos que, querendo ou não, sempre surgem pelo caminho.

Dentro da quantia disponibilizada você precisa levar em conta materiais de construção, profissionais a serem contratados, objetos e móveis para a decoração e até mesmo um local para ficar enquanto a reforma ocorre, casa ela vá acontecer em todo o imóvel.

3 – De quais profissionais irei precisar?

Esta pergunta está diretamente ligada à questão anterior. Isso porque os profissionais adequados fazem toda a diferença na economia do orçamento durante uma reforma. Um dos erros mais comuns e que mais gera imprevistos durante uma obra é a ausência de profissionais adequados para cada área, pois eles são capazes de preverem problemas e encontrar soluções mais fáceis durante o processo.

(Foto: Shutterstock)

Sendo assim, saiba que contratar um pedreiro não é o seu primeiro passo nessa fase. Procure indicações de bons arquitetos e detalhe suas ideias para ele. Com isso, você vai ganhar auxílio profissional para passar todo o seu plano para o papel e até a prever um orçamento mais acertado. Assim, em seguida, será a vez de pedreiro, empreiteiro, eletricista e etc.

4 – Quais as prioridades?

Se você seguiu a dica da pergunta 3, vai poder contar com a ajuda do arquiteto também na hora de elencar as prioridades. Mas é importante também que você mesmo saiba no que focar para não pular etapas.

Entre no ambiente e se imagine convivendo diariamente com ele, então, considere todos os pontos de energia que você vai precisar: interruptores, tomadas para eletrodomésticos e eletrônicos, tomadas para carregar o celular e etc.

Decidido isso, parta para a pesquisa de preço dos materiais de construção e para toda a rotina que precisará ser seguida durante a obra: prazos de entrega, acesso dos profissionais ao local, regras do condomínio para carga e descarga, horário permitido para fazer barulho e etc. Depois de levar tudo isso em consideração, é hora de iniciar os trabalhos.

 

5 – Evite três pontos principais que podem influenciar (e muito!) o orçamento final da reforma:

– Contratar profissionais sem indicação de amigos ou parentes; tanto arquitetos como pedreiros, eletricistas e etc… a surpresa pode ser desagradável e atrasar todo o resultado final.

– Utilizar a velha desculpa do “já que”: “Já que estou trocando o revestimento da parede do banheiro, vou trocar o da cozinha também”; “já que vou colocar novas maçanetas, vou trocar a porta toda”. Essa é uma prática mais comum do que parece para quem está reformando e muitas vezes pode ser involuntária, mas é uma das maiores causadores de orçamentos estourados.

– Comprar itens de decoração antecipadamente: é claro que reformar não é tão legal quanto decorar e encontrar objetos que podem deixar o resultado final da sua casa muito mais bonito vai ser uma grande tentação. Mas tente focar o orçamento no que é prioridade no momento. A hora de decorar vai chegar.

+ Saiba como preparar a parede para receber a pintura

+ Tire dúvidas sobre o piso de vinílico

+ Saiba como construir um sótão em uma casa já pronta

+ Evite erros na hora de escolher a tinta para sua casa

+ Saiba como evitar que respingos de tinta estraguem o piso e os móveis da sua casa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.