28/06/2011

A sustentabilidade começa no jardim de casa

Fonte: O Globo
Vegetação ao redor de troncos (Foto: Divulgação/PBD Comunicação)
Vegetação ao redor de troncos (Foto: Divulgação/PBD Comunicação)

Pequenos jardins de vegetação nativa, com orquídeas envoltas em troncos de madeira e paredes verdes. A preocupação com o meio ambiente e a sustentabilidade começa a se mostrar presente em varandas e quintais de residências. No Rio de Janeiro e em São Paulo, paisagistas passam a trabalhar com projetos nos quais não só lidam com o aspecto estético, como ajudam a preservar o ecossistema local. É uma maneira de contrabalancear o desgaste da natureza com o intenso crescimento do mercado imobiliário dos últimos anos.

A arquiteta e paisagista Ana Iath, especialista em conservação da biodiversidade, tem projetos tanto em varandas de apartamentos como em parques públicos. O foco é sempre na preservação da vegetação nativa – espécies como orquídeas, bromélias e árvores frutíferas, dentre elas as pitangueiras, goiabeiras e araçazeiros. Boa parte do seu trabalho está na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio.

“A flora do bairro é extremamente bela e resistente às condições climáticas locais. O uso destas espécies nos projetos paisagísticos permite que os animais nativos tenham refúgio e alimento para sobreviver. É uma tentativa de garantir um reequilíbrio deste ecossistema”, explica.

A arquiteta já plantou mais de mil mudas nativas na Barra e no Recreio. Vão desde orquídeas a árvores de grande porte. A cada novo projeto, Ana faz questão de orientar o público com os cuidados necessários para a manutenção destas espécies.

A designer Monica Cintra, por sua vez, criou uma maneira original de não apenas conservar a vegetação nativa, mas também reciclar madeiras. Orquídeas são plantadas em pedaços de troncos que, teoricamente, não serviriam para nada. Após a sobreposição, a instalação é fixada na parede. Após alguns meses, a vegetação começa a “abraçar” a madeira, criando um aspecto peculiar no ambiente.

“É algo fácil de fazer e que, com certeza, ajuda a preservar o ecossistema local”, diz Monica.

Jardim com espécies da Mata Atlântica em sítio na Serra, em área vizinha à Área de Proteção Ambiental de Petrópolis (Foto: Divulgação/Ana Iath)
Jardim com espécies da Mata Atlântica em sítio na Serra, em área vizinha à Área de Proteção Ambiental de Petrópolis (Foto: Divulgação/Ana Iath)

Já a paisagista Maritza Orleans e Bragança diz que uma boa maneira de preservar o ambiente sem ocupar muito o espaço dentro do imóvel é investir em paredes verdes. Além do aspecto agradável, o morador ganha uma casa mais fresca.

“Muda totalmente a cara do ambiente. Na aparência e também no clima. É uma bela maneira de preservar a vegetação sem fazer com que ela ocupe muito o espaço dentro de casa”, garante.

LEIA MAIS:

Engenheiro cria casa ecologicamente correta que pode ser a menor do mundo

Arquiteto cria projeto de edifício com apartamentos móveis para grandes centros urbanos

6 Comentários

  1. AMO JARDINS,PLANTAS EM GERAL GOSTARIA DE APRENDER MAIS COMO MANTER UM JARDIM MESMO NO VERÃO.MANTE-LO VERDE

  2. Aprecio muito os jardins naturais,e gostaria de saber se posso aproveitar tronco de bananeira,para plantar orquídeas e bromélia. .

  3. Olá Edlamar. Vamos repassar sua dúvida à equipe de redação, que vai avaliar a possibilidade de desenvolver algo sobre o assunto. Você também pode conversar com algum paisagista ou profissional de jardinagem para avaliar essa questão com você. Obrigada pelo contato.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.