05/03/2010

Ações locatícias caem 19% em janeiro na capital paulista

Fonte: Revista ZAP

Falta de pagamento do aluguel permanece como principal motivo para a ocorrência dessas ações, segundo levantamento do Secovi-SP

Quantidade de ocorrências de janeiro de 2010 foi 4,1% inferior à de dezembro de 2009 (Foto: Divulgação)
Quantidade de ocorrências de janeiro de 2010 foi 4,1% inferior à de dezembro de 2009 (Foto: Divulgação)

A cidade de São Paulo iniciou o ano com 1.231 ações judiciais relativas a contratos de locação. Trata-se do menor volume de ações em um mês de janeiro desde 1994 – naquele ano, o primeiro mês do exercício registrou 1.127 ações. A quantidade de ocorrências de janeiro de 2010 foi 4,1% inferior à de dezembro de 2009 (1.283) e 19,1% menor que o verificado em janeiro do ano passado (1.522 casos).

De acordo com o Fórum da cidade de São Paulo, a falta de pagamento do aluguel permanece como principal motivo para a ocorrência de ações locatícias. Em janeiro, percebeu-se a entrada de 1.042 casos, o equivalente a 84,7% do total de ações. As ordinárias ocuparam a segunda colocação, com 123 ações, o correspondente a quase 10%. As renovatórias (56 ações) e as consignatórias (10) participaram com 4,6% e 0,8%, respectivamente.

ANÁLISE POR FÓRUNS REGIONAIS – Dos 13 fóruns regionais analisados, dez diminuíram o volume total de ações locatícias em janeiro de 2010, comparado com o mesmo período em 2009. As ações locatícias nos fóruns regionais apresentaram as seguintes variações:

PENHA – O fórum registrou a maior queda entre as regionais no inicio do ano, com variação de -41,5% em relação a idêntico período de 2009.

LAPA – Apresentou a maior variação percentual no total de ações locatícias: 169,6% frente a janeiro de 2009.

LEIA MAIS:

MERCADO DE ALUGUEL TEM ONDA DE RETOMADA DE IMÓVEIS

TIRE SUAS DÚVIDAS SOBRE COMPRA, VENDA E LOCAÇÃO DE IMÓVEL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.