02/02/2010

Ações locatícias crescem quase 9% em 2009

Fonte: Revista ZAP

Em dezembro, porém, volume foi 29% inferior ao de novembro, segundo levantamento efetuado pelo Secovi-SP junto ao Fórum paulistano

A cidade de São Paulo fechou o ano de 2009 com 22.800 ações judiciais relativas a contratos de locação, uma alta de 8,9% em relação a 2008 (20.929 ações), conforme levantamento feito pelo Secovi-SP (Sindicato da Habitação).

Falta de pagamento do aluguel permaneceu como principal motivo para a ocorrência de ações locatícias na Capital (Foto: Verônica Lima)
Falta de pagamento do aluguel permaneceu como principal motivo para a ocorrência de ações locatícias na Capital (Foto: Verônica Lima)

As ações por falta de pagamento – 19.789 casos – mantiveram a dianteira, com 86,79% de participação. As ações ordinárias, que registraram 1.971 ocorrências, responderam por 8,64%, ao passo que as renovatórias e as consignatórias representaram, respectivamente, 3,73% e 0,83% do movimento do ano.

De acordo com o Fórum paulistano, em dezembro foram ajuizadas 1.283 ações, contra 1.807 casos percebidos em novembro, uma redução de 29% entre os dois períodos.

A falta de pagamento do aluguel permaneceu como principal motivo para a ocorrência de ações locatícias na Capital. Em dezembro, foram 1.053 casos, o equivalente a 82,07% do total. As ações ordinárias ocuparam a segunda colocação, com 155 ocorrências ou 12,08% do total. As renovatórias (71 ações) e as consignatórias (4) participaram com 5,53% e 0,31%, respectivamente.

LEIA MAIS:

DESPEJO RÁPIDO SÓ SEM FIADOR

ALUGUEL QUE VENCE EM FEVEREIRO PODE CAIR 0,67%

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.