25/11/2008

Acrílico dá leveza à decoração

Fonte: O Globo

Febre nos anos 70, material foi beneficiado pela tecnologia, que permite designs mais arrojados

Rio de Janeiro – Nos anos 70, o acrílico foi uma febre junto com a laca branca e o aço escovado. Na época, revolucionaram a decoração dos lares. O acrílico, por exemplo, vinha nas cores vibrantes e chamativas. Já nos novos tempos, ele ressurge na versão transparente ou em cores neutras como preto, marrom, rubi e ambar. Algumas peças com design diferenciado ainda dão um toque de modernidade aos espaços. Graças à tecnologia, como o uso do laser e das lapidações, o acrílico vem sendo trabalhado em linhas orgânicas ou todo recortado. O material está presente tanto nos móveis como mesas, cadeiras e aparadores quanto nos acessórios como lustres, abajures e prateleiras.

Fotos: DivulgaçãoZap o especialista em imóveisMaterial está presente em todas as peças

Versátil, a versão transparente é uma das preferidas dos arquitetos e decoradores por oferecer leveza aos projetos e funcionar como uma espécie de coringa. Na sala de estar de um apartamento na Barra da Tijuca, assinada por Jacira Pinheiro, as cadeiras de acrílico com base em metal funcionam como elementos de integração dos dois ambientes.

“Utilizei cadeiras ovaladas em acrílico em pontos distintos da sala de estar, que acabaram integrando os ambientes do bar ao da sala. Além disso, elas trouxeram leveza e sofisticação aos ambientes que têm um toque rústico”, afirma Jacira.

Zap o especialista em imóveisPeças oferecem leveza e sofisticação

Para aproveitar o clima intimista do pequeno espaço de uma penteadeira, a arquiteta Emilia Cardoso também usou uma cadeira em acrílico.

“Optei pela cadeira em acrílico com formato discreto para valorizar o ambiente como um todo ambiente sem poluí-lo”, diz Emilia.

Zap o especialista em imóveisAcrílico valoriza o ambiente

 

O material também chama atenção no projeto de Monique Granja, que conta com três banquetas com base de madeira e tampo de acrílico. A peça do designer de Pedro Useche compõe com o vidro da bancada, valorizando o espaço.
A italiana Kartell, a Oficina do Acrílico e o estúdio Nada se Cria são algumas das marcas que capricham na criação de peças feitas com diferentes tipos de plásticos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.