17/07/2013

Adegas são ótimas opções para armazenar vinhos em casa

Controle de luz, temperatura, umidade e vibração são elementos importantes para manter a bebida em boas condições

Fonte: ZAP Imóveis

Ter uma adega em casa é o sonho de quem é fanático por vinho. Um lugar para armazenar a bebida dentro da própria residência requer alguns cuidados.

Controle de luz, temperatura, umidade e vibração são elementos importantes para manter o vinho em boas condições (Fotos: Thinkstock)

“Controle de luz, temperatura, umidade e vibração são elementos importantes para manter o vinho em boas condições”, avalia a Flora Detanico, arquiteta e diretora da Lacava.

Para a profissional, uma adega é para a bebida o mesmo que um quarto de dormir. A garrafa deve repousar e não receber tanta incidência de luz e temperatura constantemente.

“O vinho está vivo, em constante evolução. Quanto menos choque ele receber, menos agitado e mais descansado vai ficar”, diz Flora. Desta maneira, sem tanta oscilação, a bebida vai conseguir manter suas propriedades sem que elas sejam abaladas.

Espaço para a adega – “Antigamente, as casas tinham as adegas em locais afastados da área social, como no subsolo. Hoje em dia elas não precisam mais ficar em locais isolados, podem ficar integradas no ambiente onde o vinho será servido”, diz a arquiteta.

O proprietário da casa pode optar entre colocar uma adega portátil ou fazer um armário climatizado sob medida, dependendo do espaço disponível.
“Se o ambiente for pequeno, o armário climatizado é uma boa opção. No entanto, se houver um quarto vazio ou um depósito que não usa, é possível transformá-lo em uma adega”, sugere Flora.

Projeto da Lacava. Inclinação permite que a rolha fique inchada e não entre oxigênio no interior da garrafa (Foto: Divulgação)

De acordo com a especialista, até mesmo um nicho na parede pode ser transformado em um armazenador de vinhos. “Se o espaço tiver mais do que 1 metro quadrado, já pode ser transformado em uma adega”, afirma a diretora da Lacava.

Flora afirma que a vantagem de ter uma adega climatizada sob medida em casa é que a refrigeração não gera barulho. “Com elas, as pessoas não têm a impressão de que existe uma geladeira com motor dentro da sala”, diz a especialista.

 

Gosta de vinho? Conheça mais acessórios

 

“Na Lacava, as adegas usam um sistema de refrigeração bipartido”, diz a diretora. Com esta tecnologia, o compressor fica na área externa da residência e a evaporadora ou placa fria fica dentro da própria adega, não gerando incômodo por causa de ruído ou calor.

“Desta maneira, a adega é como se fosse uma cristaleira sem barulho e com qualidade acústica”, garante a profissional.

Temperatura – “Se a adega é para a guarda de vinhos, o ideal é que ela tenha temperatura média de 15°”, orienta Flora.

Como a temperatura ideal de cada vinho varia de acordo com o seu tipo, há algumas adegas que têm um compartimento isolado para fazer a variação de calor.

“Um armário climatizado pode ter cada porta com uma temperatura diferente. Uma para o vinho tinto (entre 15° e 17°), outra para o vinho branco (de 10° a 12°) e uma terceira para espumantes (com variação de 5° a 8°)”, ressalta a especialista em adegas.

Ideal é que a temperatura da adega fique em torno de 15°

Posição da garrafa – “A garrafa de vinho deve ficar em uma posição em que a rolha se mantenha embebida pelo líquido”, diz Flora.

Para isso, o ideal é que a garrafa fique totalmente na horizontal ou levemente inclinada. “A inclinação de 13°, com o gargalo voltado para o lado de cima, permite que a rolha fique inchada e não deixa que haja a entrada de oxigênio e afete a qualidade da bebida,” afirma a profissional.

Estilos – Quem tem uma casa com estilo moderno, a sugestão da arquiteta é apostar em uma adega em inox ou laca, com bastante vidro na porta e no garrafeiro. “O vidro oferece uma linguagem mais contemporânea”, afirma.

Já uma casa com decoração mais clássica, a recomendação de Flora é investir em uma adega de madeira, que é mais tradicional.

Lacava tem adega climatizada tipo armário com espaço para 280 garrafas (Crédito: Divulgação)

Preço – As adegas podem variar bastante de preço. Uma pequena e simples, com capacidade para oito garrafas, pode partir de R$ 200. Já uma feita sob medida, se utilizado o material mais simples como mdf melamínico, pode custar acima de R$ 20 mil, na Lacava, com capacidade para 100 garrafas.

As adegas mais refinadas desta loja podem levar materiais nobres como aço inox ou pintura laca alto-brilho, mas com essa estrutura, o valor é ainda mais alto. “O céu é o limite”, lembra a diretora.

O preço da adega pode soar alto, mas é um investimento para quem quer leva-la a sério. “O valor inclui o projeto, execução do isolamento térmico, refrigeração, esquadria (porta da adega), iluminação e os próprios garrafeiros”, diz Flora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.