29/03/2004

Alto da Boa Vista: ameaça pelo zoneamento

Fonte: Editoria Zap

A história do Alto da Boa Vista é parte da história maior da região de Santo Amaro, um dos primeiros bairros paulistanos. Ao longo dos anos, a região do largo Treze acabou se tornando uma espécie de centro da área e o Alto da Boa Vista foi adquirindo um perfil residencial, bastante diferenciado.

A história do Alto da Boa Vista é parte da história maior da região de Santo Amaro, um dos primeiros bairros paulistanos, contemporâneo à fundação de São Paulo. Ao longo dos anos, a região do largo Treze acabou se tornando uma espécie de centro da área e o Alto da Boa Vista foi adquirindo um perfil residencial, bastante diferenciado.

Já na década de 80, moradores do Alto da Boa Vista enfrentaram uma verdadeira batalha junto à prefeitura para garantir o alto padrão de qualidade de vida no bairro por meio da lei de zoneamento. O Alto da Boa Vista pertencia à Z-1, assim como os bairros vizinhos Brooklin, Jardim Marajoara, Vila Nova Conceição, Chácara Monte Alegre e Chácara Flora.

Mas algumas áreas próximas foram liberadas para a construção de edifícios, como a Chácara Santa Helena, a partir de 1974. Mesmo diante da reivindicação dos moradores, a prefeitura pretendia considerar o local como Zona de Transição, denominação que era então discutida na Câmara Municipal. Determinados a manter a região livre da exploração imobiliária e em busca do desenvolvimento sustentado do bairro, os moradores insistiram e conseguiram a unificação dos bairros como Z-1. Mesmo assim, as construções que já contavam com a autorização da prefeitura prosseguiram, ainda que sob protestos da vizinhança.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.