24/11/2009

Alugueis contratados em outubro sobem em média 1,3%

Fonte: Revista ZAP

É a maior alta mensal registrada desde agosto do ano passado na capital paulista, segundo pesquisa do Secovi-SP

É o maior aumento mensal registrado desde agosto do ano passado (Foto: Divulgação)
É o maior aumento mensal registrado desde agosto do ano passado (Foto: Divulgação)

A Pesquisa Mensal de Valores de Locação Residencial, realizada pelo Departamento de Economia e Estatística do Secovi-SP (Sindicato da Habitação), mostra que as pessoas que procuraram moradias para alugar em outubro na cidade de São Paulo encontraram aluguéis 1,3% mais altos que os de setembro de 2009. É o maior aumento mensal registrado desde agosto do ano passado.

Nos últimos 12 meses, o valor das locações subiu 8,83%, percentual superior ao da variação da inflação do mesmo período. O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subiu 4,18% e o Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) recuou 1,31% no mesmo período de comparação, entre novembro de 2008 e outubro de 2009.

Segundo Francisco Crestana, vice-presidente de Gestão Patrimonial e Locação do Secovi-SP, o fato de os valores de aluguel estarem superando os índices de preço reflete, na realidade, uma atualização. “Além de faltar moradias para alugar na capital paulista, em decorrência da reativação da economia, o crescimento dos alugueis foi muito inferior ao dos índices de preço nos últimos anos. Portanto, assistimos agora a uma recuperação do valor dos aluguéis.”

A pesquisa mostra que foram justamente as casas e apartamentos de 2 dormitórios que apresentaram a maior alta de preço no mês passado, de 1,6%. As unidades de 1 e 3 quartos registraram acréscimos médios mais modestos, de 1,1% frente a setembro.

Esta pesquisa do Secovi-SP tem por objetivo gerar indicadores para acompanhamento da performance do mercado de locação residencial da cidade de São Paulo. No estudo apresentam-se aluguéis por m² (área privativa de apartamentos e área construída de casas e sobrados). Os dados estão organizados em oito grandes regiões: Centro; Norte; Leste (dividida em duas zonas: a que corresponde à área do Tatuapé à Mooca; e zona B – outros bairros dessa área geográfica, como Penha, São Miguel Paulista, etc.); Oeste (segmentada em duas: zona A – Perdizes, Sumaré, Pinheiros e vizinhança; zona B – bairros como Butantã e Jaguaré); Sul (dividida em duas sub-regiões: zona A – Jardins, Moema, Campo Belo, Vila Mariana, dentre outros; e zona B – bairros como Campo Limpo e Ipiranga).

As informações estão apresentadas por faixa de aluguel por metro quadrado, número de dormitórios e estado de conservação. A região Sul – zona A, em bairros como Jardins, Moema e Vila Mariana, tem nas locações de residências de 3 dormitórios faixa de valor por m² de R$ 16,66 a R$ 22,57. Dessa forma, um imóvel com área de 150 m² na região teria aluguel situado entre R$ 2.499,00 e R$ 3.385,00.

GARANTIAS – O fiador foi a garantia mais utilizada na locação de imóveis em outubro, com 50,5% de participação. A segunda modalidade foi o depósito em dinheiro/caução, com quase 30% das ocorrências. O seguro-fiança manteve participação de 20% na amostra analisada.

As moradias alugadas com maior rapidez foram casas e sobrados, escoados em um intervalo médio de 9 a 25 dias. Apartamentos demoraram um pouco mais. O Índice de Velocidade de Locação (IVL), que mede o período médio que um imóvel vazio demora para ser alugado, mostrou que esse tipo de moradia precisou de 18 a 36 dias para ser locada. Em média, o tempo para nova ocupação girou em torno de 11 dias para imóveis em excelente estado de conservação ou bem localizados.

ENCONTRE SEU IMÓVEL NO ZAP:


 

LEIA MAIS:

TIRE SUAS DÚVIDAS SOBRE COMPRA, VENDA E LOCAÇÃO DE IMÓVEL

ASSISTA NO ZAP A MELHOR FORMA E PAGAR O SEU IMÓVEL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.