22/01/2013

Aluguel residencial sobe 7,96% e tem menor alta em quatro anos

Fonte: ZAP Imóveis

Segundo levantamento divulgado pelo Secovi, os imóveis que registraram maior aumento foram os bens de apenas um quarto, com crescimento médio de 0,5%

Alugar um imóvel em São Paulo atualmente está mais caro do que já foi nos últimos anos. Mas nem tanto.

Segundo levantamento divulgado pelo Secovi, o sindicato da habitação, nesta terça-feira, os contratos novos de locação residencial fechados na capital paulista subiram 7,96% em 2012.

A variação foi próxima ao do Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M), de 7,82%, que é o indicador usado para reajustar a maioria dos alugueis em andamento.

No entanto, a alta verificada é a menor variação do preço médio de locação no intervalo de 12 meses desde maio de 2008, quando foi registrada uma elevação de 7,87%.

“Apesar de terem iniciado 2012 com uma variação acumulada muito superior aos indicadores de preço, os contratos novos de aluguel encerraram o ano passado em patamares muito próximos ao IGP-M e, portanto, em linha com a correção dos contratos em andamento que aniversariam no encerramento do ano”, analisou o vice-presidente de gestão patrimonial e locação do Secovi-SP, Walter Cardoso, em nota.

Aluguel residencial sobe 7,96% e tem menor alta em quatro anos
De acordo com o Secovi, somente em dezembro de 2012, a variação média dos aluguéis foi de 0,2%

Ainda de acordo com o sindicato, somente em dezembro de 2012, a variação média dos aluguéis foi de 0,2%. Os imóveis que registraram maior aumento foram os bens de apenas um quarto, com crescimento médio de 0,5%.

Já as casas foram locadas mais rapidamente do que os apartamentos no último mês do ano. As residências demoraram, em média, entre 13 e 33 dias para serem alugadas, enquanto nos apartamentos, os contratos demoraram de 19 a 39 dias.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.