04/10/2012

Ambientes na Expoflora mostram propostas para curtir o convívio junto ao verde

Ambientes na Expoflora mostram propostas para curtir o convívio junto ao verde

Fonte: Revista do ZAP

A mistura de espécies ornamentais com frutíferas e soluções para pequenas hortas também são tendências

Materiais quentes e rústicos reaproveitados – de maneira óbvia, como no caso da madeira de demolição, ou sutil, como nos pisos fabricados a partir de garrafas pet –, combinados com fontes ou lagos marcam as 20 propostas da exposição Minha Casa Meu Jardim, na Expoflora, feira recentemente realizada em Holambra (SP). As propostas de paisagismo incluem ambientes de estar para desfrutar do jardim.

Divulgação / Humberto de CastroRecanto no Jardim do vinho faz referência à bebida na pintura dos muros sob pergolado além das luminárias criadas a partir de garrafões de vinho, dispostas em uma teia de galhos secos de parreira

A mistura de espécies ornamentais com frutíferas e soluções para pequenas hortas também são tendências.

No projeto dos arquitetos e paisagistas Danilo Malvezzi Torres e Mayra Gomes Guarnieri, o Jardim do Vinho, a composição de duas áreas foi inspirada no hobby do proprietário hipotético, amante e produtor de vinhos. A primeira foca no relaxamento e na degustação de vinhos. E a segunda reforça a tendência de área voltada ao convívio ao ar livre, neste caso projetada no estilo toscano.

Contribuem para isso tijolo de demolição, madeira, vasos cerâmicos, ferro oxidado e as plantas: folhagens em verde-escuro e vinho (kaizuka, alface d”água, buxo, hera-roxa e crespa, grama-preta e dinheiro em penca), flores brancas, roxas e amarelas (azaleia bola-branca, rosa topiária e amor-perfeito) e aromáticas (manjericão, manjerona, orégano, salsinha, pimenta vermelha e roxa, cebolinha, sálvia e alecrim). Dica: as forrações ajudam a acomodar o piso.

Extremos se complementam
Água e cactos marcam o recanto Contrastes em Harmonia, da paisagista Lina Tartaglia, do especialista em lagos Ricardo Caporossi Jr. e da artista plástica e paisagista Vânia Rosa. Como os cactos, a rosa-do-deserto e a suculenta echeveria necessitam de pouca rega, a evaporação da água do lago contribui para reduzir a irrigação. Dormentes e cruzetas fazem a estrutura do pergolado e da ponte com piso de pínus (confira mais fotos no blog da Eleone).

Divulgação / Humberto de Castro

Leia mais:
>> Decoração sustentável: conheça 10 formas de utilizar madeira de demolição em casa
>> Jardim vertical torna acesso convidativo

Tags: eventos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.