26/12/2011

Antecipe-se às chuvas

Fonte: Jornal da Tarde

O tempo é curto mas há como impermeabilizar o imóvel antes da chegada da estação chuvosa

É indicado contratar uma empresa especializada para saber qual o método é o ideal

Com a proximidade do verão e o início da época de chuvas, muitos condomínios começam a identificar problemas de vazamentos e infiltrações em lajes, paredes, pisos e tetos, que podem comprometer a estrutura dos imóveis. Apesar de não ser o período ideal para investir em um projeto de impermeabilização, ainda é possível iniciar as obras e evitar mais transtornos durante o período.

E o primeiro passo é contratar uma empresa de consultoria. Ela irá avaliar a extensão do problema e elaborar um projeto para prever o quanto se gastará de material e quais produtos são indicados para o caso daquele empreendimento. Também fará uma previsão do tempo necessário para concluir o trabalho.

Há vários produtos disponíveis no mercado. No entanto, o mais utilizado é a manta asfáltica, um material pré-fabricado elaborado com camadas de asfalto que, em comparação com outros sistemas conhecidos, é o de colocação mais rápida, limpa e segura.

“É o produto mais recomendado para obras externas devido à sua durabilidade e praticidade. Normalmente, a impermeabilização de um prédio novo pode ultrapassar dez anos”, diz o diretor de manutenção do Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP), Ricardo Gonçalves.

Passado este prazo, o especialista recomenda que seja feita uma inspeção mensal para que os moradores não sejam surpreendidos com goteiras na época das chuvas. “O controle deve ser feito basicamente na laje e no pavimento térreo, principalmente nas partes próximas ao jardim e à piscina”, orienta.

Outra dica do diretor é evitar perfurações nas lajes para a instalação de antenas, manutenção de para-raios ou iluminação. “O ideal é que o prédio instale bloquinhos de alvenaria para concentrar todas as obras que possam ocorrer na laje. Isso evita que a impermeabilização seja prejudicada.”

A manutenção do jardim também requer cuidados. “Qualquer obra feita de forma imprópria pode comprometer a impermeabilização. Por isso, a manutenção deve ser feita com muita precaução”, diz Gonçalves.

Segundo o gerente de negócios da Viapol, empresa especializada em impermeabilização, Marcos Storte, o que vai determinar o tempo de uma obra é o tamanho do empreendimento e o acesso aos pontos que necessitam de reparo. “Se não chover e não ocorrer circulação de pessoas no local, é possível concluir a vedação de uma laje de 500 metros quadrados em uma semana, por exemplo”, diz.

Em um empreendimento novo, o preço estimado de impermeabilização corresponde a 1% do valor da construção. No caso de restauração, o preço varia de acordo com o grau de infiltração e do tamanho da área atingida. Mas os especialistas dizem que é muito mais caro o reparo do que o valor de uma obra nova.

“Haverá quebra de parede. Portanto será necessário contratar uma empresa para remover o entulho. Depois, ainda será preciso refazer toda a parte destruída. Isso inclui pintura e o acabamento, dependendo do caso”, afirma Gonçalves.

LEIA MAIS:

Grandes áreas arborizadas: pulmões verdes dentro dos novos empreendimentos cariocas

Casa eficiente gasta 70% menos energia 

2 Comentários

  1. Boa noite,Gostaria q me indicasse algumas empresas q faz este serviço de prevensão às chuvas.Moro em apartamento, qdo a chuva é muito forte, de vento, entra água pelas esquadrias de alumínios das janelas, molhando os quartos, salas, áreas, etc.Caso haja como impedir a passagem das águas, gostaria q me indicassem as empresas q fazem este tipo de vedação.Obrigada pela atenção.Fico no aguardo das suas informações.Zilda

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.