02/12/2007

Ao alugar imóveis de temporada, é importante pedir referências

Fonte: O Estado de S. Paulo

Está chegando a temporada de verão e quem não tem casa na praia muitas vezes opta por alugar. E, como em qualquer negociação, é importante tomar alguns cuidados para não haver surpresas desagradáveis. De acordo com o advogado Márcio Elias Rosa, professor de Direito do Consumidor, o maior risco que se corre é o de o imóvel não corresponder ao desejado. Por isso, deve-se estar atento à pesquisa. “É melhor consultar anúncios em jornais de grande circulação ou em sites das próprias imobiliárias, em vez de anúncios avulsos”, recomenda.

Segundo ele, é mais seguro contratar imobiliárias do que fazer a negociação direto com o proprietário. “Para fugir dos estelionatários.” Principalmente porque é mais fácil checar a idoneidade da empresa e do corretor, por meio de uma consulta no Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci). “Jamais faça negócio com porteiros, zeladores ou síndicos de prédios.” Caso a negociação seja feita diretamente como o proprietário, uma forma de checar se a pessoa é mesmo dona do imóvel é pedir uma cópia da matrícula do imóvel ou do carnê do IPTU recente. “É importante também pedir duas ou três referências de locadores anteriores para saber se a descrição do imóvel é verdadeira.”

Na hora de assinar o contrato deve-se exigir uma vistoria, com a descrição completa do imóvel, incluindo móveis e utensílios domésticos disponíveis. “A pessoa só deve assinar no momento da entrega das chaves”, afirma.

Caso seja exigido um sinal, ele deve ser pago também no momento da entrega das chaves, segundo o advogado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.