09/03/2009

Aplicações que inovam o uso do material

Fonte: O Estado de S. Paulo

Seja como revestimento de paredes ou design de móveis, o vidro é material muito versátil

Fotos: Divulgação

Por sua versatilidade, o vidro virou objeto decorativo e pode ser usado como revestimento de paredes, como portas e até como acessório de móveis. Entre suas vantagens, tem brilho, cor e manutenção mínima.

A arquiteta Amélia Bratke usa particularmente o vidro em seus projetos para dar a impressão de espaços maiores. ?Uso como se fosse espelho. Onde não há coisas importantes para reproduzir, jogo a luz natural e aumento o espaço. Especialmente em corredores é interessante ter essa sensação de aumento de largura, utilizando como revestimento da parede.?

Ela lembra que o material não é oneroso e pode ser também usado em divisórias, em ambientes com poucas fonte de luz. Colocado acima de certa altura, ilumina ainda mais o ambiente. ?É um material versátil, que pode ter vários acabamentos: jateado, transparente, com textura etc.?, diz Amélia. Como revestimento, indica o material para portas de armários e paredes com luz baixa, que pode destacar as características do material.

Já a arquiteta Simone Mantovani utiliza o material como recurso arquitetônico para aproveitar ao máximo a iluminação natural. ?Isso pode ser feito de diversas maneiras: instalando o material em aberturas e vãos e coberturas.?

Usos incomuns: vidro fazendo o papel de porta (no alto)e de revestimento de parede (acima)

Porém, em pisos e escadas, exige cuidados. É necessário calcular a resistência ao peso sempre com margem de segurança. ?Embora seja um recurso visual interessante, é escorregadio e demanda acessórios. Geralmente são utilizadas fitas. Além disso, vidros com textura sujam facilmente caso sejam colocados no piso?, alerta a arquiteta.

Podendo ser esculpido de forma arredondada, com curvas, Simone lembra que a cola a laser impulsionou seu uso no design de móveis. ?Ela expande de forma considerável o uso do material, que agora pode ser colado à madeira, metal e ser encaixado em tampos sem medo de apoios. Ele pode inclusive compor cadeiras e aparadores.?

Há ainda acessórios como brises e teto solar externo para quem não abre mão da iluminação natural do ambiente, mas precisa se proteger em determinadas horas do dia em áreas de alta radiação solar. ?Vidros de controle solar já conseguem reduzir o calor em até 70%. Mas o sol pela manhã em determinadas épocas do ano pode incomodar. Já solucionei o problema com tela solar com controle remoto, presa com cabo de aço na parte externa da janela?.

VEJA ALGUMAS OPÇÕES
ULTRAWHITE – GUARDIAN
Cristal com baixos teores de óxido de ferro que assegura maior transparência. Pode ser usado em aplicações de pintura em que se deseja fidelidade de cor. Disponível em três versões: transparente (2 m X 3,21 m), chapas (1,9 m X 3,21 m) e
espelho (2 m X 3,21 m)

ESTRIADO – UBV
Para uso em locais que requerem privacidade, como janelas de banheiro, lavanderias, cozinhas e divisórias, além de aplicação em vãos. Os vidros são fabricados em tamanhos diferenciados, nas dimensões 1,8 m x 2,2 m, 1,8 m x 2,6 m e 3,21 m x 2,2 m, incolor e com espessura de 3,8 mm

VELLUTO – CINEX
Tem como principal característica a textura que remete ao veludo. O vidro é uma alternativa para aplicações como revestimento de paredes, portas para armários e
divisórias de ambiente. A linha é composta pelos padrões Nero (preto), Bronzo (bronze) e Teka (amadeirado)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.