17/07/2014

Aprenda a explorar o charme dos móveis baixinhos na decoração

Eles lembram o estilo oriental, mas podem ser misturados com móveis mais altos no ambiente

Fonte: ZAP Imóveis

Os móveis baixos foram moda entre os anos 2000 e 2010. Hoje, segundo o arquiteto Augdan de Oliveira Leite, são vistos com mais frequência em ambientes com estilo oriental. “Normalmente são usados em camas, mesas, cadeiras chinesas e balcões, mas podem fazer uma bela composição desde que o uso seja discreto”, explica. Para ele, uma mesa de centro baixa pode ser colocada com um estofado mais baixo, por exemplo.

O tamanho do criado mudo deve acompanhar o da cama, se ela for baixa (Foto: Reprodução – Homedir)

No quarto, a cama baixa deve acompanhar os criados-mudos baixos também, seguindo a linha de tatame. O balcão pode ser alto para servir de apoio a uma TV e oferecer melhor visualização.

Na opinião da designer Alessandra Delgado, as peças baixas são modernas, principalmente se forem sofás, racks e mesas de centro. Contudo, ela aconselha o morador a explorar esse potencial com moderação. “O conforto do usuário deve ser levado em consideração. Muitas pessoas não gostam de ter que abaixar para utilizar os móveis”, alerta.

Alessandra acredita que as misturas são interessantes, mas com equilíbrio. “O sofá baixo precisa de mesa de centro baixa também. Do contrário, fica desproporcional e desconfortável”.

Para ela, os materiais para este tipo de móvel podem ser os mais variados, sem restrições. “Tudo é questão de harmonização. Muita madeira fica monótona, mas muita cor cansa também”, avalia.

Peças baixas estão em alta e são modernas, principalmente se forem sofás, racks e mesas de centro (Foto: Shutterstock)

Paulo Cerello, designer da Armando Cerello, acredita que a tendência dos móveis baixos se deve à adequação de pequenos espaços, melhorando-os para dar a sensação de amplitude. “Eles também reforçam a tendência dos ambientes modernos e minimalistas. Se temos espaços grandes com peças baixas mantemos esta visão de amplitude sem limites, valorizando ainda mais estes grandes ambientes”.

 

Quer receber mais dicas de decoração e mercado? Clique aqui e cadastre-se

3 Comentários

  1. Adorei a matéria, principalmente por voltar os móveis baixas, hoje as camas do momento são tão altas que as vezes chega a ser difícil subir nelas, poderiam ao menos nos atuais formatos, intercalar os 2 modelos. Sds. Sérgio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.