18/02/2013

Aprenda a limpar a piscina em seis passos

Para que a limpeza seja bem feita, o melhor é não improvisar e utilizar produtos específicos para o local

Fonte: ZAP Imóveis

O horário de verão acabou neste fim de semana, mas ainda é possível aproveitar para tomar sol antes que a temperatura comece a cair. Nos dias quentes um mergulho ajuda a refrescar e, em benefício da saúde, é preciso que a piscina esteja limpa, sem bactérias.

Aprenda a limpar a piscina em seis passos
Aplicação de cloro garante a eliminação de germes e bactérias (Fotos: Thinkstock)

Na hora da limpeza da piscina, é fundamental utilizar produtos próprios e específicos para o local, de acordo com Eduardo Santos, técnico da Doutor Resolve. “Eles possuem combinações químicas que não são prejudiciais aos banhistas e nem à própria piscina”, explica. Com a ajuda do especialista, preparamos seis passos para ensinar a limpar esta área de lazer de maneira eficiente. Eles devem ser seguidos nesta ordem:

Limpeza do terreno externo – Por causa do vento e da movimentação que acontece sobre o deck, é preciso ficar atento às sujeiras expostas ao redor. A limpeza da parte externa deve ser realizada no sentido contrário à instalação da piscina. Para cada material utilizado no acabamento há um produto específico.

Limpeza do skimmer – Para encaminhar a sujeira para o filtro da piscina, o skimmer (também conhecido como coadeira) produz pequenas ondas. Se ele não estiver funcionando corretamente, a drenagem da água fica prejudicada. Para evitar que detritos fiquem presos no aparelho, o proprietário deve limpá-lo e esvaziar seu depósito manualmente. É importante que não se leve muito tempo entre uma limpeza e outra, para que o entulho de resíduos não acumule.

Limpeza da superfície – Para retirar folhas, insetos e outras sujeiras que caem na piscina, o ideal é a utilização de redes. Com elas é possível capturar facilmente os resíduos que ficam boiando.

Limpeza do revestimento – Para evitar que haja formação de algas na piscina, a borda deve ser limpa com instrumento específico. Materiais grosseiros como escovas metálicas e palhas de aço devem passar longe, já que podem danificar o azulejo. Em áreas de concreto armado, escovas mais duras podem ser utilizadas, mas em piscinas feitas de fibra de vidro e em revestimentos emborrachados, o ideal é o uso de ferramentas mais macias.

Aprenda a limpar a piscina em seis passos
Limpeza da superfície da piscina pode ser feita com rede

Aspiração – Quando a limpeza do revestimento é feita, é natural que os resíduos afundem na piscina. Para aspirar a sujeira, é necessário conectar a ferramenta de sucção (como o skimmer ou outra abertura) à mangueira do aspirador.

Geralmente a piscina tem mais de uma ferramenta de sucção, mas apenas a que vai aspirar a sujeira é que deve ser acionada durante o processo. É importante lembrar que a mangueira deve estar totalmente submersa antes que ela seja conectada à abertura. “É como aspirar um tapeta da sala”, orienta o especialista. Fique atento aos cantos e tome cuidado na retirada do aparelho da piscina para que os resíduos não voltem para a água.

Aplicação do cloro – O cloro elimina as bactérias e germes, portanto ele não deve ser esquecido. É necessário seguir as instruções do fabricante, o que normalmente significa misturar cerca de quatro a cinco gramas de cloro granulado com mil litros de água, segundo o técnico. Apesar de tabletes deste tipo de produto parecerem práticos, eles podem manchar o revestimento, já que ficam muito concentrados em uma determinada área.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.