29/05/2009

Áreas verdes para convivência

Fonte: Jornal da Tarde

Seguindo o tema Sustentabilidade, diversos ambientes da Casa Cor 2009 valorizam áreas ao ar livre como espaços para convivência. Um deles é o Jardim da Família, de Beatriz Fernandez Mera e Eduardo Fernandez Mera, onde podem ser feitas refeições e há espaço para descanso.

Jardim da Família, da Mera Paisagismo: convivência em área verde

O conceito já não se reduz somente para as casas. Em apartamentos, já é possível ter amplas varandas com churrasqueira. Mas há também incorporadoras que vão além e já oferecem bosques privativos, ao verificarem uma demanda crescente por esse tipo de espaço também na área comum.

Além de incorporadoras como a Cyrela, a Tecnisa aposta em lançamentos com esse diferencial. Um deles é o Viverde, na Freguesia do Ó, que, além de terraço com churrasqueira, tem bosque preservado. As unidades custam a partir de R$ 246,6 mil. O Splendor Square, da Eztec, tem um bosque privado e está localizado ao lado do Parque Piqueri, no Tatuapé.

Além de bosques de diversos tamanhos, novos empreendimentos também podem ter praças na área comum. É o caso do Reserva Campo Belo Paço das Águas, da Gafisa, com bancos e chafarizes em área verde menor.

Gonzalo Fernandez, vice-diretor da imobiliária Fernandez Mera, lembra que essas áreas são restritas ao tamanho dos terrenos. ?Elas valorizam o edifício, que tem liquidez maior. Não à toa, os bairros mais valorizados da cidade estão ligados a áreas verdes, como Vila Nova Conceição, Vila Curitiba e Panamby.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.