02/04/2012

Arquiteto canadense cria projeto de arranha-céus de madeira

Arquiteto canadense cria projeto de arranha-céus de madeira

Fonte: Revista do ZAP

O arquiteto Michael Green e sua equipe publicaram um estudo que traz a possibilidade de se construir um arranha-céu com madeira no lugar de concreto e ferro

Em busca de alternativas sustentáveis, seguras e livres de carbono, o arquiteto canadense Michael Green publicou um estudo em que mostra a possibilidade de se construir um arranha-céu com madeira no lugar de concreto e ferro. O documento de 200 páginas quer encorajar arquitetos, engenheiros e designers a irem além do convencional.

Divulgação























Intitulado The Case for Tall Wood Buildings (O Caso para Edifício Altos de Madeira, em tradução livre) traz esse novo modo de construção de arranha-céus chamado de Finding the Forest Through the Trees (FFTT – Encontrando a Floresta Por Meio das Árvores). São utilizados painéis sólidos de uma madeira que, por meio da laminação de diferentes camadas, se torna mais resistente.

Divulgação
















A madeira é a matéria-prima básica do sistema FFTT. Vigas de aço são necessárias para garantir a ductilidade do sistema, no caso de forças externas como terremotos e ventos fortes. Na base da estrutura, é usado concreto. Estruturalmente, esse sistema permite que se façam plantas mais flexíveis e paredes mais finas.

Divulgação


















No papel, por enquanto
Kate Snyder, da equipe de Green no escritório Michael Green Architecture, ressalta que as imagens do prédio de madeira fazem parte do estudo apenas e não dizem respeito a um edifício em específico. “Nosso trabalho mostra que é possível construir prédios altos com madeira”, afirma Kate ao Pense Imóveis.

“No momento, estamos trabalhando no projeto de um edifício de verdade que esperamos que tenha 20 andares. Esse não é o design final e pode ser que não seja construído. Não queremos construir um prédio de 30 andares agora. Será possível alcançar essa altura  depois que edifícios de 20 andares forem construídos”, explica Kate.

A equipe do Michael Green Architecture ressalta que acredita no uso de madeiras em arranha-céus se isso não prejudicar o meio ambiente e as florestas. Para quem quiser consultar, o estudo The Case for Tall Wood Buildings está disponível para download.

Leia mais:
>> Arquitetos criam arranha-céu subterrâneo
>> Torres que coletam água no Himalaia ganham competição de arranha-céus
>> Madeira de plástico não precisa de árvores derrubadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.