06/01/2007

Arquiteto recomenda

Fonte: Jornal da Tarde

Profissional instalou o equipamento na sua própria casa para testá-lo e recomendar para clientes

Layton de Souza/AEZap o especialista em imóveisFerreira instalou o aparelho na casa em Arujá: “Estou realmente satisfeito”

Há oito anos, o arquiteto da Arqui-Lazer, Nilton Carlos Ferreira, 47 anos, resolveu instalar um aquecedor solar em sua nova casa, em Arujá, interior do Estado. “Era uma modernidade e eu vi uma oportunidade de testar o sistema de aquecimento solar, que ainda era uma coisa nova no setor da construção civil”, explica. “Instalei em casa para poder indicar para os meus clientes”, completa.

Para a sua residência, onde vivem quatro pessoas, o arquiteto precisou de um aquecedor com capacidade de armazenagem de 400 litros de água. “É o suficiente para toda a minha família”, justifica.

O sistema de aquecimento serve aos quatro banheiros da residência – chuveiros e torneiras -, mas não foi instalado na cozinha porque o arquiteto não viu necessidade.

“Estou realmente satisfeito. Embora o aquecedor solar que eu tenho em casa seja antigo – tem oito anos – ainda me serve perfeitamente, e não teve nenhuma avaria”, defende Ferreira.
Após testar a eficiência do dispositivo, o arquiteto passou a incluir o aquecedor solar em todos os seus projetos profissionais.

“Meus clientes aceitam muito bem a idéia, principalmente pela vantagem da economia de energia que o sistema gera, mas também pela comodidade e a facilidade que oferece”, explica o arquiteto.

Ferreira destaca que o argumento que mais convence os clientes é o fato de o aquecedor ser pago no prazo máximo de dois anos, dependendo da economia que o equipamento proporcionar.

Na casa do arquiteto, por exemplo, a redução do consumo não pôde ser calculada, já que, quando se mudou com sua família para a nova casa, o sistema já estava instalado, e não foi possível fazer o comparativo com os gastos anteriores.

Na época em que Ferreira decidiu conhecer o sistema de aquecimento solar e testá-lo, o mercado ainda estava ‘engatinhando’. Por isso, foi necessário uma busca criteriosa por fabricantes do produto.

“Pesquisei em revistas e jornais até encontrar uma empresa que transmitisse confiabilidade e seriedade. Encontrei a Soletrol, aprovei os serviços prestados e até indico para os meus clientes”, comemora.

O sistema foi aprovado pelo arquiteto. Agora ele faz questão de incluir o aquecedor solar como integrante dos projetos que executa.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.