16/09/2015

As 7 dicas para fazer uma festa em casa

Veja como organizar e evitar problema com vizinhos

Fonte: Revista do ZAP

Bom senso e conhecimento das regras impedem que a diversão acabe em desgosto: confira algumas sugestões para garantir a convivência harmoniosa com seus vizinhos

Ao fazer uma festa em seu apartamento, é importante observar as regras do condomínio e sempre ter em mente o bom senso. Excessos acontecem, contudo, tente evitá-los ou minimizá-los. Afinal, você e seus vizinhos convivem no mesmo espaço coletivo, e um mal-estar ou atrito só vai causar desgostos, brigas e pode chegar até mesmo a provocar incomodações legais. Confira a seguir algumas dicas para que sua comemoração não acabe em desgosto.

Barulho é uma das principais reclamações de vizinhos ao fazer festa dentro de casa (Foto: shutterstock)
Barulho é uma das principais reclamações de vizinhos ao fazer festa dentro de casa (Foto: shutterstock)

+ Saiba o que pedir de presente no chá de panela

1. Controle do espaço – Um dos primeiros cuidados ao se realizar uma festa no apartamento é controlar a quantidade de convidados. O tamanho de seu apartamento comporta de forma confortável o número de pessoas que você pretende convidar? Se a resposta for negativa ou duvidosa, não hesite em utilizar o salão de festas. Em alguns condomínios, é preciso entregar a lista de convidados para o zelador ou porteiro antecipadamente.

2. Limites de convívio – Fique atento também ao nível de barulho para que não incomode aqueles que não participam da celebração. Além do volume da conversa e da música, cuide para não atrapalhar a passagem de pessoas e carros. Observe também se os convidados não ocuparam vagas indevidas na garagem.

3. Precaução de excessos – Sempre que possível, utilize o salão de festas do condomínio. Além de possuir um horário mais flexível para comemorações, especialmente nos fins de semana, o local é o mais adequado porque tem mais espaço, o que ajuda a conter o excesso de barulho. Mas atenção: os convidados devem permanecer restritos à área da festa, sem invadir espaços comuns comuns do prédio.

4. Regule o entusiasmo – Caso opte por fazer a festa em seu apartamento, cuide para que os convidados não se excedam nas sacadas e varandas, em conversas em voz alta, risadas ou barulho de copos ou cascos de garrafas. Se isso acontecer, seja educado mas firme: diga aos amigos até onde eles podem ir ou, se eles estiverem em um estado de franco exagero, tente levá-los para outro aposento no interior do apartamento.

5. Atenção à limpeza – Após a festa, assegure-se de que o salão de festas fique limpo. Alguns condomínios têm regras que aplicam multas aos moradores que são negligentes quanto às condições em que entregam esse espaço comum, após utilizá-lo. Verifique também se elevadores e outros locais não foram poluídos pelos festejos. Caso algum dano seja verificado, você será responsabilizado.

6. Conserve boas relações – Se algum vizinho vier reclamar do barulho, use o bom senso, seja educado e consciencioso. Ouça suas queixas e explique, da melhor forma possível, o que pode fazer para minimizar a situação e controlar os ruídos. Procure não entrar em conflito. Lembre-se de que vocês convivem no mesmo espaço coletivo e que nunca se sabe quando se pode precisar do vizinho.

7. Mantenha a harmonia – O sorriso abre portas e desarma a irritação. Ao atender uma reclamação de seu vizinho, seja paciente, ouça as queixas até o final, tente achar uma solução para o problema e sorria. Optar pelo conflito abre espaço à incomodação permanente.

+ Empresas transformam fotos do Instagram em itens de decoração

+ Decoração com frases inclui citações, letras e poemas nos ambientes

+ 10 maneiras de usar rolhas na decoração

+ Veja ideias para usar embalagens na decoração

+ Saiba aproveitar retalhos de tecido na decoração da casa

 

+ Quer receber mais dicas de decoração e mercado? Informe seu nome e e-mail no espaço para comentários desta matéria. Os dados não serão publicados nessa página

3 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.