31/03/2010

Aumenta o ritmo de atividade na construção civil, informa pesquisa da CNI

Fonte: O Globo
Nível de atividade ficou em 53,2 pontos em fevereiro, ante os 50,5 pontos de janeiro (Foto: Divulgação)
Nível de atividade ficou em 53,2 pontos em fevereiro, ante os 50,5 pontos de janeiro (Foto: Divulgação)

Brasília – A pesquisa divulgada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) nesta segunda-feira, 29, revela que o setor está em ritmo de expansão. O indicador de nível de atividade ficou em 53,2 pontos em fevereiro, ante os 50,5 pontos de janeiro. Indicadores acima de 50 pontos revelam aumento no nível de atividade.

O destaque foram as grandes empresas. Nesse segmento, o indicador do nível de atividade situou-se em 55,4 pontos. As pequenas empresas apresentaram melhora, passando de retração em janeiro (46,1 pontos) para aumento em fevereiro (52,4 pontos).
De acordo com os entrevistados, o nível de atividade em fevereiro foi maior que o usual para o mês, o que confirma o aquecimento do setor. O indicador ficou em 55,6 pontos, acima da linha divisória de 50 pontos. A atividade se mostrou mais aquecida do que em janeiro, quando o indicador registrou 52,9 pontos.

A pesquisa da CNI também avaliou como estavam as expectativas em março e concluiu que os empresários se mantêm otimistas. A expectativa em relação ao aumento do nível da atividade nos próximos seis meses continua muito acima dos 50 pontos, mesmo tendo recuado de 68,4 pontos em fevereiro para 67,3 pontos em março.

O mesmo ocorre com a expectativa em relação a novos empreendimentos e serviços: o indicador caiu de 68,2 pontos para 67,4 pontos”, afirma a pesquisa. O estudo revela ainda que os empresários planejam aumentar as compras de matérias-primas. O indicador subiu de 66 pontos em fevereiro para 66,4 pontos em março.

A Sondagem da Construção Civil foi feita entre 1º e 22 de março com 365 empresas. Dessas, 193 são de pequeno porte, 133 são médias e 39 são grandes.

LEIA MAIS:

CASA SUSTENTÁVEL PROJETADA POR ESTUDANTES BRASILEIROS CONCORRE NA ESPANHA

CASAS CONSTRUÍDAS COM PLÁSTICO RECICLADO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.