07/04/2006

Automação de imóveis: tendência para o conforto

Fonte: Editoria Zap

A construção de edifícios com infra-estrutura de automação deixou de ser privilégio dos empreendimentos de luxo. Agora, ela é a principal tendência para agregar valor aos novos lançamentos da construção civil. Com o barateamento da tecnologia, é mais inteligente incorporar ao projeto original as condições básicas para todas as necessidades que os moradores tenham ou possam vir a ter, como ar condicionado, sistema de aspiração de pó, home theater, som ambiente, internet, transmissão de dados e equipamentos de segurança.

A infra-estrutura para isso praticamente se dilui no preço dos projetos. O que a pessoa vai gastar depende dos aparelhos que ela quiser implantar. Dessa forma, é mais viável adquirir um imóvel que já possua a estrutura necessária para os equipamentos do que gastar dinheiro com instalações futuras.

Parte das construtoras já está incorporando essas inovações a seus empreendimentos. Os chamados “apartamentos inteligentes” cada vez mais estão voltados ao consumidor da classe média alta. Para Henry Lua, diretor da Crestron Soluções Integradas, não se trata de simples modismo: “A automação está presente no dia a dia para dar conforto, não apenas para tornar algo automático”.

As possibilidades são quase infinitas. Cortinas e portas que se abrem a um toque de botão; luzes controladas por som; integração de aparelhos de comunicação; redes sem fio para internet; som ambiente em todos os cômodos da casa e, como não poderia deixar de ser, home theater, o xodó da maioria das famílias.

O diretor da Crestron diz acreditar no crescimento do mercado. No entanto, também salienta que há obstáculos a serem vencidos: “Estamos caminhando para um aumento nesse tipo de empreendimento, mas a falta de formação acadêmica e profissional ainda é uma grande dificuldade”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.