08/07/2007

Bancos aumentam prazo do crédito

Fonte: O Estado de S. Paulo

No Bradesco e no Real, mutuário terá mais cinco anos para pagar parcelas do financiamento da casa própria

Mônica Zarattini/AEZap o especialista em imóveisBolso maior – Mutuário pode emprestar valor mais alto do banco

Os bancos estão se ajustando para tornarem suas linhas de crédito imobiliário mais competitivas. Esta semana, o Bradesco anunciou uma mudança importante nas condições de financiamento habitacional que deve facilitar ainda mais o acesso à casa própria. Aumentou o prazo de pagamento de 20 para 25 anos. Dentro de alguns dias, o banco Real também ampliará o prazo em cinco anos, antecipou ao Estado. E o HSBC informa que já está revendo suas condições do crédito habitacional.

“”””Isso vai alavancar o crédito porque vai fazer com que a prestação caiba com mais folga no bolso””””, afirma Ademir Cossiello, diretor-executivo do banco. Este fator novo pode encorajar um maior número de pessoas a aderir ao crédito, já que o comprometimento da renda vai ser menor mês a mês. Outra possibilidade é o interessado conseguir financiar um imóvel num valor maior do que conseguiria se tivesse um prazo mais apertado para quitar.

No Bradesco, o novo prazo é válido para imóveis novos e usados tanto para financiamento pelo Sistema Financeiro de Habitação (SFH), como por meio de Carteira Hipotecária. A regra vale para financiamentos com juros prefixados e pós-fixados. Na prestação fixa, a taxa é de 12,5% ao ano. Na variável fica em 11,5 % ao ano mais variação da Taxa Referencial (TR). O comprador poderá financiar até 80 % do valor de venda ou avaliação do imóvel, desde que o comprometimento máximo da renda líquida não ultrapasse 30%.

No Banco Real, as taxas de juros variam conforme o valor do financiamento. Segundo simulação feita pelo banco, um imóvel de R$120 mil teria financiamento de R$ 96 mil a uma taxa de juros de 9% mais a TR. No pagamento em 20 anos, a prestação ficaria em R$ 1.151,28 e, na de 25 anos, o valor mensal seria de R$ 1.071,28.

Para um imóvel de R$ 350 mil, o máximo financiado seria de R$ 245 mil. A taxa de juros ficaria em 12% mais a TR. E as prestações para o prazo de 20 anos seriam de R$ 3462,63. Nos contratos de 25 anos caem para R$ 3258,46.

Por enquanto, os demais bancos que oferecem crédito imobiliário ainda não anunciaram alterações de suas condições de prazo financiamento. A Caixa Econômica Federal, Nossa Caixa, Banco do Brasil, HSBC, Santander e Itaú mantêm prazo de 20 anos para pagamento das prestações.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.