20/01/2008

Barroco, só que moderno

Fonte: O Globo

Formas sinuosas antigas voltam em novas peças e materiais

Fabio Rossi Zap o especialista em imóveisEstampa floral e acrílico no abajur da IMI-Tessudo (R$ 2.480)

 

 

A exuberância do barroco, estilo que teve origem na Europa e que reinou do fim do século XVI a meados do XVIII, volta a inspirar a decoração. Mas não, o minimalismo do mobiliário moderno não foi totalmente deixado de lado, nem a tecnologia dos novos materiais desapareceu. As formas mais sinuosas e o ar pomposo estão sendo usados como referência em mesinhas de centro e laterais, além de acessórios, como almofadas e lustres, criando uma tendência da arquitetura de interiores que passamos a chamar de barroco moderno.

 

 

Fabio RossiZap o especialista em imóveisDe acrílico, a mesa Via Manzoni parece esculpida à mão (R$ 836)

 

 

Uma mesinha da Via Manzoni, usada num projeto das arquitetas Anna Backheuser e Elaine Sachetti, do Ateliê de Arquitetura, é um perfeito exemplar do barroco moderno: embora de acrílico preto, tem ornatos de folhas e flores que parecem esculpidos. Na realidade, a peça foi cortada a laser.

— O barroco moderno não tem o mesmo peso do antigo. Não é tão grande, não tem dourados. Mas quebra um pouco o funcionalismo da decoração contemporânea, limpa demais — diz Anna.

 

 

Fabio Rossi Zap o especialista em imóveisRebuscamento nas formas e pés de madeira na mesa de centro da Vimoso: R$ 3.615

 

 

A Vimoso, que fabrica móveis de fibras naturais, também criou uma linha de peças com formas mais arredondadas e pés de madeira que remetem ao barroco:

— Nossa idéia foi mostrar que a fibra natural pode ser associada tanto às formas mais contemporâneas e aos materiais high-tech, como o aço e o vidro, como pode ter um desenho mais rebuscado e combinado com uma madeira mais pesada, tradicional — diz o dono da marca, Custódio Ribeiro.

 

 

Fabio Rossi Zap o especialista em imóveisDe resina, o lustre do da Rosa Kochen lembra as peças barrocas. De bronze com pingentes de cristal, sai a R$ 1.950

O uso de acessórios do nosso barroco moderno, na opinião de arquitetos e decoradores, é uma excelente forma de dar personalidade ao ambiente sem muito risco de errar. Na Rosa Kochen, por exemplo, há um lustre que lembra as peças barrocas, de bronze com pingentes de cristal. Mas que é feito de resina. Já a IMI-Tessuto, oferece um abajur com cúpula forrada com tecido floral cinza e preto, que tem pé de acrílico transparente.

— O barroco francês começou a ensaiar sua volta na moda e na decoração quando entrou em cartaz o filme da “Maria Antonieta”. Acabou influenciando cores e figuras — observa o dono da IMI-Tessuto, Ernesto Mancino.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.