08/10/2006

Belezas cariocas no fundo da lata

Fonte: O Globo

Artesão da Posse faz sucesso na Praia de Ipanema pintando imagens do Rio nos ímãs e nas bijuterias que confecciona fundo de latinhas de refrigerante para transformar paisagens cariocas em ímãs de geladeira, brincos, colares e broches

Os fins de semana ensolarados são sinônimo de viagens rentáveis à Zona Sul para o artesão Alex Moreira, morador do bairro da Posse, em Nova Iguaçu. Depois de pegar dois ônibus, o artista improvisa o seu ateliê ao lado do Posto 9, na Praia de Ipanema, com vista panorâmica de pontos turísticos, como o Cristo Redentor, o Morro da Urca com seus bondinhos e os Arcos da Lapa.

Lapa vista de Ipanema? Pois é. Basta olhar no fundo das latinhas de refrigerante, a matéria-prima usada pelo artista para pintar as imagens dos cartões-postais que se transformam em ímãs de geladeira, broches, brincos e colares.

— A maioria das latinhas eu recebo de fregueses. Com uma tesoura retiro os fundos. Depois, passo uma lixa e uso esmalte sintético, de secagem rápida, para pintá-los. Os detalhes eu faço com um pincel e tinta de tela — detalha o artesão.

Autodidata, Alex nunca foi a Parati, o que não o impede de pintar o casario da cidade, que faz sucesso com os turistas. Há dias, segundo ele, em que chega a vender mais de cem peças.

— Num domingo, um argentino comprou 15 ímãs. Para os gringos, vendo por R$5. Mas, às vezes, eles me dão R$10 por considerarem que o meu trabalho merece mais — comenta ele.

Em cores ou preto-e-branco, Alex pinta as paisagens em diferentes fases do dia, de acordo com a sua imaginação e a vontade dos fregueses.

A Baixada não fica de fora. Apesar de reconhecer que a demanda maior é por pontos turísticos do Rio, o artista também aceita encomendas de artigos que ilustram os municípios da região. Para mais informações, o telefone é 9924-0966.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.