13/09/2010

Bienal Brasileira de Design apresenta em Curitiba as novidades da produção brasileira e internacional

Fonte: O Globo
(Foto: Divulgação)
Na palestra sobre design e inovação, é apresentado um espremedor de limão bem diferente (Foto: Divulgação)

Curitiba, cidade conhecida por seu modelo de planejamento urbano, recebe, a partir do dia 14 de setembro, a Bienal Brasileira de Design 2010, organizada pelo Centro de Design Paraná e pela Federação das Indústrias do Estado (Fiep), por meio do Centro Internacional de Inovação (C2i). O evento pretende discutir a cultura do design no Brasil, com foco na indústria: como projetar, produzir e consumir bens, satisfazendo as demandas do mundo atual, sem comprometer o futuro do planeta. O tema desse ano será “Design, Inovação e Sustentabilidade” e a curadoria geral é de Adélia Borges.

“Procuramos dar ênfase aos produtos que fazem parte do cotidiano, mostrando que o design e a sustentabilidade são para todos. A proposta é desmistificar essa temática levando o evento até o as pessoas”, garante Letícia Castro Gaziri, diretora de Projetos do Centro de Design Paraná.

Neste ano, a Bienal aposta num evento descentralizado, que acontece em diversos pontos da cidade – tanto em espaços institucionalizados, como museus e universidades, quanto em locais públicos com alta circulação de pessoas, como os parques. Na programação há mostras, seminários, fóruns, workshops, ações educativas, interativas e culturais.

Na mostra principal, que leva o nome do evento, será apresentado um panorama da produção recente do design brasileiro, tendo como eixos condutores a inovação e a sustentabilidade. Cerca de 200 projetos de design de serviços, design gráfico e de embalagens estarão presentes. Adélia selecionou trabalhos de profissionais de diferentes partes do país para mostrar as peculiaridades da produção de cada estado brasileiro. Já a exposição “Novíssimos” apresenta projetos de estudantes indicados por professores universitários de todo o Brasil. E conta com móveis, luminárias, jóias, utensílios domésticos, máquinas, biblioteca itinerante, sanitário e instrumentos de trabalho.

Produtos de novos designers também estão na mostra que acontece em Curitiba
Produtos de novos designers também estão na mostra que acontece em Curitiba

Outra mostra que merece atenção é a “Primórdios de uma ideia”, que recupera a história das primeiras bienais de design realizadas no Brasil. No Rio de Janeiro, foram três edições da Bienal Internacional de Design, em 1968, 70 e 72, organizadas pelo Instituto de Desenho Industrial (IDI). Elas ocuparam o belíssimo prédio do Museu de Arte Moderna, então recém inaugurado, e evidenciaram didaticamente as potencialidades do design num país em desenvolvimento.

O evento acontece até o dia 31 de outubro. Durante o evento, 24 palestrantes de diversos países se reunirão em Curitiba para esse debate. A participação poderá ser ampliada por cerca de 500 mil internautas através do acesso a exposições virtuais e poderão eleger o produto-destaque da Bienal 2010. Para sediar o evento, Curitiba passou pelo Comitê de Orientação Estratégica da Bienal Brasileira de Design (Coeb), que reúne órgãos públicos, entidades privadas e instituições do terceiro setor.

 

+ Veja casas para alugar em Curitiba

LEIA MAIS:

Pedras naturais ganham destaque nos projetos de arquitetura

Estudantes apresentam sala reformada com menos de mil reais

Para objetos à vista e ao alcance das mãos, com muito estilo

 

 

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.