05/05/2007

Branco moderno com toque de cor

Fonte: Casa & Jardim

Dos revestimentos claros à limpeza formal, tudo exala atualidade nesta cobertura de 300 m2. Elementos de personalidade, o vermelho nos móveis e os acessórios orientais dão aconchego ao apê assinado por Sandra Picciotto

Repórter de imagem Viviane Gonçalves

 

Conforto e estética fizeram da vida de um casal na faixa dos 40 anos um conto de fadas particular. Caseiros, eles escolheram

João Ribeiro Zap o especialista em imóveisPoltronas giratórias Fox, da Breton Actual, a partir de R$ 1.180 cada, integram o estar, com porta de correr que divide a sala de jantar e vista lateral para a varanda. Na parede, à esq., mandala branca de papel da artista Eva Castiel, R$ 3 mil, na Galeria Valu Ória. À dir., luminária peixe, da Firma Casa, R$ 3.439. O piso é de

como “esconderijo” esta cobertura no Alto de Pinheiros, em São Paulo. Com a orientação da arquiteta Sandra Picciotto, as idéias da dupla foram transformadas em uma decoração moderna, que tirou proveito de cada canto dos 300 m2 do apartamento com três suítes. Predominantemente claros, os espaços trazem o calor da madeira e da cor vermelha nos móveis. Puro aconchego.

A preocupação com a beleza remonta aos primórdios da obra. Para garantir que o piso original do imóvel fosse do gosto do casal, a arquiteta solicitou os materiais já no início da construção. “A própria construtora ficou responsável pela colocação dos revestimentos, o que evitou um futuro quebra-quebra”, conta Sandra. As escolhas deixaram os ambientes mais “iluminados”. Nas salas e banheiros, foi usado o mármore crema marfil. Nos quartos, tacos de perobinha-do-campo deixam tudo mais quente.

“Como o casal é atuante no mercado financeiro e trabalha muito, o apartamento acaba sendo um refúgio. Pensei nisso quando fiz a decoração, usando móveis confortáveis e bonitos”, afirma a arquiteta. “Também pensei em deixar um bom espaço de convivência, interligando a sala principal, a copa e a sala de jantar com portas de correr.” O último ambiente conta com uma generosa mesa, com espaço para oito lugares, ocupados por cadeiras com encosto de palha.

“Queríamos algo clean e amplo, mas com influências orientais”, diz a mora-dora. O gosto dos proprietários por essa cultura transparece em toques discretos, como a cor vermelha usada como fundo para a estante confeccionada em sucupira, na sala de som. O vermelho também tinge o bufê que serve de apoio no jantar. Vasos de estilo chinês dão vida aos ambientes em que prevalece o branco – marca inconfundível da arquiteta Sandra Picciotto.

Na suíte principal, texturas (na cabeceira, nas obras de arte na parede, no tecido da colcha…) turbinam esse branco, deixando o espaço com cara de “nuvem”, como se o casal dormisse em um pedacinho de céu. A luz fluida, que passa pela cortina, ajuda a criar o clima de sonho. Um baú de origem oriental, usado como criado-mudo, intensifica a sensação de intimidade, presente em todo o apartamento.

Mas o segredo do bem-estar está no andar de cima: um home theater completo, com um espaçoso sofá, uma miniacademia e um jardim com uma pequena piscina. O espaço encerra a área de recreação particular da casa e é um dos cômodos mais utilizados pelos moradores.

Depois de um longo dia de trabalho, nada como assistir a um filme no próprio cineminha. Ou então curtir uma música, mexer o corpo, reunir os amigos para jantar ou fazer um romântico programa a dois, relaxando em uma hidromassagem. Terminar a noite numa banheira de espuma deixa a sensação de que o dia foi muito mais gostoso.

O apartamento tem uma leve pegada oriental, percebida nos móveis em laca vermelha, em vasos decorativos e no baú usado no quarto


 

João Ribeiro Zap o especialista em imóveis

 

O estar é o principal lugar de convivência do apartamento.

Tem sofá de couro natural Wall, da Brentwood, a partir de R$ 10.064, com almofadas Empório Beraldin. A cortina fluida é de tecido Formatex. Sobre o tapete de lã Moon 104, da Cor e Forma, R$ 350 o m2, mesa de centro Buenos Aires, da Montenapoleone, a partir de R$ 2.700, com livros de viagem, bola de pedra e vaso de vidro verde Zona D. No fundo da sala, há espaço reservado para momentos de descontração musical. Feita de madeira sucupira, a estante executada pela Marcenaria Universo tem fundo laqueado
em vermelho

 

1 2

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.