19/09/2008

Cada prédio com a sua academia

Fonte: Jornal da Tarde

Consultorias dimensionam espaços de acordo com o perfil dos moradores

As academias montadas por empresas especializadas são feitas sob medida para cada empreendimento. “A empresa especializada contrata pela Gafisa conhece os vários públicos dos nossos empreendimentos e consegue montar uma academia exatamente do jeito que os moradores vão querer”, diz Fabio Romano, diretor de incorporação da Gafisa.

O objetivo é que as academias sejam efetivamente usadas pelos moradores. Por isso a consultoria dimensiona todos os tipos de aparelhos, a quantidade e a área que deverão ocupar para os que os moradores possam treinar como se estivessem em qualquer boa academia. “Nosso objetivo é entregar uma academia que atenda aos interesses da maioria dos moradores do prédio”, diz Cristina Lacerda, da incorporadora Yuny. O que já ficou claro para as construtoras é que o interesse por boas academias vale para todos os segmentos do mercado. “Até em produtos mais populares há o interesse pelo fitness. Mas, nesse caso, há prioridade para os aparelhos aeróbicos aos de musculação, porque esse público prefere fazer exercício aeróbicos”, explica Romano.

As construtoras defendem que esse tipo de parceria não onera os compradores. “Na verdade, ela traz economia, porque, antes desse tipo de acordo, nós comprávamos os equipamentos de várias marcas para montar as academias, e com isso, o custo era muito mais alto. Hoje, conseguimos colocar os melhores aparelhos por um preço interessante”, completa Romano.

Além de não deixar as unidades dos empreendimentos mais caras, as construtoras alegam que academias bem equipadas são fator de valorização dos empreendimentos, ou seja, ajudam na hora da venda. “Mesmo que o morador não tenha interesse em usar a academia, ele acha bacana que o condomínio a tenha, porque facilita na hora de ele revender a unidade”, diz Fábio Bianchini Valle, diretor comercial da Alphaville Urbanismo.

Segundo pesquisas feitas pela Alphaville, o espaço de lazer é um dos principais fatores de compra das unidades residenciais. Depois de entregues, as academias que foram apenas montadas no modelo de parceria passam a ser gerenciadas pelo condomínio. No caso dos empreendimentos Alphaville, a construtora acompanha a gestão de todos os condomínios que entregam.

E a tendência do mercado é que esse tipo de parceria seja feita para outros espaços comuns dos prédios. “Já há no mercado bons exemplos de parcerias com spas, como os da L’Occitane, que são um sucesso. Esses acordos sempre interessam ao público, e a administração pode ser feita no modelo de ‘pay-per-use’. E claro que essa parceria não pode onerar o empreendimento, não pode tornar as unidades mais caras, porque o mercado imobiliário é extremamente competitivo” diz Mirella Parpinelle, da Lopes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.