30/10/2006

Caixa dobrou investimentos no Rio no primeiro quadrimestre deste ano

Fonte: O Globo

Feirões deram impulso a negócios, que já ultrapassam os R$ 300 milhões

O primeiro semestre do ano é tradicionalmente fraco para o setor imobiliário. Pelo visto, era. Só a Caixa Econômica contabilizou no Rio, nos primeiros quatro meses deste ano, um aumento de investimentos de 102%, em relação ao mesmo período do ano passado. O que significa que foram liberados R$ 300,8 milhões, que financiaram a compra da casa própria por 8.514 famílias.

Expectativa é registrar um crescimento de 45% este ano

E se é inegável que a situação econômica e os marcos regulatórios colaboram para o resultado do setor como um todo, o superintendente da Caixa, José Domingos Vargas, destaca que, no caso específico do banco, o Feirão da Casa Própria, realizado em outubro de 2005, tem grande impacto sobre esses números:

– É que, além dos negócios firmados no evento, há outros que vão sendo desdobrados a partir dele. O que colaborou para dobrarmos as operações no período. A expectativa é chegarmos ao fim do ano com R$1,1 bi aplicados, contra R$752 milhões do ano passado, num crescimento de 45%.

Para o feirão deste ano no Rio – que será realizado de quinta a domingo próximos, no Riocentro – a expectativa de Domingos é de que sejam firmados mil negócios. Que, segundo ele, vão se desdobrar em cinco mil transações, numa soma estimada em R$350 milhões. Os organizadores esperam atrair um público de 60 mil pessoas, que terão à sua disposição 35.358 imóveis:

– Do total das unidades que serão oferecidas, 72% são imóveis usados. E 60% têm preços até R$65 mil, 30% variam entre R$65 mil e R$200 mil, e 10% custam acima de R$200 mil.

Domingos destaca ainda que haverá linhas de crédito para todas as faixas de renda. E ofertas de unidades em diferentes bairros da cidade. Assim como em Niterói, onde, aliás, foi realizado um feirão no fim da semana passada: o evento recebeu mais de 17 mil pessoas e foram firmados 65 negócios, em valores que somaram R$40 milhões.

O que o feirão da cidade vai oferecer

O evento:O feirão da Caixa estará aberto quinta, sexta-feira e sábado, das 10h às 21h; e domingo, das 10h às 18h. O evento ocupará o Pavilhão 1 do Riocentro. Entrada franca.

Imóveis: Dos 35.358 imóveis que estarão à venda no feirão, 72% são usados, 25% são novos e 3% são de unidades retomadas pela Caixa de mutuários inadimplentes.

Documentação: Para a análise de crédito, levar a carteira de identidade, o CPF e o comprovante de renda ou a cópia do IR.

Crédito: Na linha com recursos da poupança, juros de 9,75% mais TR (para imóveis até R$130 mil) e 11,39% mais TR (de R$130.000,01 a R$350 mil), com crédito de até 80%, limitado a R$245 mil. Na linha de recursos Caixa, para imóveis acima de R$350 mil, 12,5% mais TR e crédito de 80%. Para imóveis de até R$80 mil, crédito com recursos FGTS, para renda de até R$3.300 (usados) e R$3.900 (novos), com 8,16% mais TR, 90% de crédito (para usados) e 100% (novos). De R$80 mil a R$100 mil, ainda via FGTS, 10,16%, para renda entre R$3.900 e R$4.900, até 100% de crédito. Em todos as linhas, prazo de 240 meses.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.