14/09/2010

Caixa entrega 160 mil imóveis pelo Minha casa, minha vida

Fonte: Jornal Extra
(Foto: Divulgação)
25,5% dos contratos do programa já foram entregues (Foto: Divulgação)

A Caixa Econômica Federal divulgou ontem um balanço do “Minha casa, minha vida” contabilizando 630.886 unidades contratadas no período de março de 2009, data de lançamento do programa habitacional, até setembro deste ano. Do total, 160.883 mil moradias – o correspondente a 25,5% dos contratos – já foram entregues. Destas, 39% foram destinadas a famílias com renda de até R$ 1.395 (o equivalente a três salários prontas, com 91.008 chaves entregues. Famílias com renda entre seis e dez salários (R$ 2.790 a R$ 4.650) receberam apenas 6.601 imóveis do programa.

Somente em 2010, foram fechados 355.358 contratos, que absorveram R$ 21,8 milhões em recursos. De acordo com a Caixa, 418.860 unidades ainda estão sendo analisadas. Caso 100% delas sejam contratadas até o fim do ano, o banco vai superar a meta estabelecida pelo governo de um milhão de unidades, com 1.044.276 contratos assinados.

Estado atinge só metade da meta prevista – Segundo os dados divulga¬dos pela Caixa, o Estado do Rio contratou 36.769 unida¬des por meio do programa “Minha casa, minha vida”, até o início de setembro des¬te ano, o que representa apenas 49,3% da meta esti¬pulada inicialmente pelo go¬verno, de 74.657 moradias.

Desde março de 2009, o banco investiu R$ 2.420 bi¬lhões do programa no esta¬do. Em 2010, foram R$ 776 milhões, com a assinatura de contratos para a construção 9.586 unidades.

A superintendente regional da Caixa no Rio, Nelma Tava¬res, afirmou que o fato de o estado ter contratado menos da metade das unidades pre¬vistas até agora não assusta, uma vez que o banco esperava um maior número de assina¬turas no segundo semestre.

Segundo Nelma, existem 60.136 unidades ainda em fa¬se de análise no banco, e a expectativa é contratar 100% delas, chegando a 96.905 mo¬radias até o fim do ano. Um número 30% superior ao pro¬gramado pelo governo.

Em 2010, a Caixa finan¬ciou 53.186 moradias no Rio, somando um investi¬mento de R$ 4.016 bilhões, valor 88% superior ao mes¬mo período de 2009.

Recorde de recursos – A Caixa Econômica Federal anunciou, on¬tem, um novo recorde de financiamentos habitacionais. Até setembro deste ano, o volume de recursos destinados para a compra da casa própria chegou a RS 47,6 bilhões, superando o montante emprestado em 2009, de R$ 47,05 bilhões. Na comparação com o mesmo período do ano passado, o crescimento chega a 87,6%.

Licenças para construir – A Secretaria Municipal de Urbanismo divulgou ontem que 18 mil unidades residenciais foram licenciadas na cidade no primeiro semestre de 2010, superando em 67% o mesmo período de 2009, com 11 mil novos imóveis. As construções não residenciais também aumentaram, superando em 141% as permissões do primeiro semestre de 2009.

LEIA MAIS:

Minha Casa Minha Vida deixa de lado quem ganha menos

Caixa acelera entrega de imóveis em ano eleitoral

Governo amplia prazo para incentivo do Minha Casa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.