14/10/2009

Caixa: mais dinheiro para crédito

Fonte: Jornal da Tarde

Governo vai injetar R$ 6 bilhões no banco para manter volume de empréstimos

O governo vai capitalizar a Caixa Econômica Federal em R$ 6 bilhões para que a instituição possa manter o ritmo dos empréstimos em 2010 e 2011. A capitalização será autorizada por uma medida provisória que está sendo publicada hoje no Diário Oficial, de acordo com informação dada ontem pelo líder do PT no Senado, Aloizio Mercadante (SP).

Segundo ele, a capitalização é necessária em razão do aumento da demanda por crédito, principalmente para a construção civil, demanda que tem sido alimentada pelo programa ‘Minha Casa, Minha Vida’. Os recursos que serão colocados à disposição da Caixa atenderão a diversos segmentos,como financiamento de automóveis e crédito para empresas. Segundo Mercadante, a intenção do governo é de que não faltem recursos para empresas e consumidores.

O texto da MP autoriza o Ministério da Fazenda a emitir títulos em favor da Caixa. O objetivo da medida é que o banco ganhe musculatura para continuar agressivo no crédito no horizonte de médio prazo. Com a operação, a Caixa vai aumentar o seu patrimônio, o que elevará o chamado Índice de Basileia, indicador que determina o volume máximo de empréstimos que um banco pode realizar , conforme seu nível de capital. Quanto maior o valor do patrimônio, mais empréstimos podem ser feitos pela instituição.

O índice da Caixa caiu muito nos últimos trimestres com a ação agressiva da instituição no mercado de crédito. Esse comportamento, seguido pelo Banco do Brasil, obedeceu a uma orientação do governo para que as instituições oficiais ampliassem os empréstimos ao setor produtivo de forma a suprir a retração dos bancos privados durante a fase mais aguda da crise econômica.

No início do ano, a Caixa previa expandir suas operações em 30% neste ano, mas o balanço fechado em junho já mostrava um total de R$ 99,2 bilhões em operações de crédito, 56% a mais do que em junho do ano passado. A previsão dos técnicos é que o banco termine este ano com uma expansão na casa de 60%.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.