29/11/2010

Caixa realiza, na próxima quarta-feira, leilão de 168 imóveis no Rio

Fonte: O Globo

A Caixa Econômica Federal realiza na próxima quarta-feira, a partir das 10h30m, leilão de 168 imóveis dados como garantia em contratos habitacionais que ficaram inadimplentes. O evento será realizado no auditório do edifício-sede da Caixa, no Centro. Há imóveis localizados nos municípios de Araruama, Cabo Frio, Duque de Caxias, Itaboraí, Itaguaí, Magé, Mangaratiba, Maricá, Mesquita, … Continue lendo “Caixa realiza, na próxima quarta-feira, leilão de 168 imóveis no Rio”

A Caixa Econômica Federal realiza na próxima quarta-feira, a partir das 10h30m, leilão de 168 imóveis dados como garantia em contratos habitacionais que ficaram inadimplentes. O evento será realizado no auditório do edifício-sede da Caixa, no Centro.

Há imóveis localizados nos municípios de Araruama, Cabo Frio, Duque de Caxias, Itaboraí, Itaguaí, Magé, Mangaratiba, Maricá, Mesquita, Nilópolis, Niterói, Nova Iguaçu, Queimados, Rio Bonito, Rio das Ostras, São Gonçalo, São Pedro d”Aldeia e Seropédica e também na cidade do Rio de Janeiro, nos bairros do Andaraí, Bangu, Braz de Pina, Campo Grande, Centro, Coelho Neto, Colégio, Cosmos, Encantado, Engenho de Dentro, Engenho Novo, Freguesia (Ilha do Governador), Freguesia (Jacarepaguá), Grajaú, Guaratiba, Jardim Sulacap, Madureira, Lins de Vasconcelos, Méier, Maracanã, Mangueira, Olaria, Pavuna, Penha, Piedade, Ramos, Ricardo de Albuquerque, Sampaio, Santíssimo, Tijuca, Vila Isabel, Jacarepaguá e Ilha do Governador, entre outros.

Os interessados que desejarem contar com financiamento ou utilizar recursos da conta vinculada do FGTS deverão participar do leilão munidos do instrumento de habilitação emitido pela Caixa. Para isso, deverão dirigir-se às agências da Caixa em tempo hábil para tomar conhecimento das condições gerais e habilitar-se ao crédito, se for o caso. Não será concedida habilitação prévia a proponente cuja análise cadastral aponte restrições.

Na modalidade leilão, o lance é presencial. Os lances são verbais e deverão ser feitos no pregão pelos interessados ou procuradores, por meio de instrumento de mandato, com firma do outorgante reconhecida por tabelião. Será considerado lance vencedor o maior valor ofertado acima do preço mínimo apresentado no ato do leilão.

Habilitação – Para comprovar a habilitação ao financiamento pretendido para o imóvel, no momento da arrematação, o proponente deverá entregar ao leiloeiro o instrumento expedido pela Caixa. Da mesma forma, os que forem utilizar os recursos do FGTS deverão fazer os lances munidos de instrumento expedido pelo banco, visando à comprovação do enquadramento do imóvel e do comprador nas condições necessárias, assim como do valor a ser utilizado.

No ato do leilão, o arrematante paga, a título de sinal para garantia de contratação, o valor correspondente a 5% do lance ofertado e, também, o valor da comissão do leiloeiro correspondente a 5% do valor do lance. Os pagamentos podem ser efetuados em moeda nacional e/ou por meio de dois cheques, sendo um referente ao sinal e o outro relativo à comissão do leiloeiro.

O arrematante tem o prazo máximo de cinco dias úteis, a partir da data do leilão, para comparecer à agência que for contratar a aquisição, informada na Proposta do Arrematante. O não comparecimento do arrematante no prazo estipulado para finalizar a contratação será considerado desistente.

Ficarão a cargo do adquirente a desocupação do imóvel, caso esteja ocupado, reformas que ocasionem alterações nas quantidades ou dimensões dos cômodos, averbação de áreas e/ou regularização, quando for o caso.

Financiamento e utilização do FGTS –  Os interessados poderão financiar a aquisição do imóvel ou utilizar recursos do FGTS para pagamento total ou parcial do lance. Para isso, deverão dirigir-se a uma agência da CAIXA, a fim de obterem o documento de habilitação prévia para participação no leilão. É necessário o pagamento de tarifa bancária correspondente e apresentação de documentação exigida para o financiamento pretendido, bem como atender os requisitos necessários à liberação do FGTS, se for o caso.

Para os imóveis que podem contar com financiamento, o limite máximo permitido para cada imóvel é o menor dos valores entre o valor da proposta e avaliação do imóvel, observada a cota de financiamento definida para a modalidade na data da contratação. Nesse caso, o prazo, as modalidades, as condições do interessado e os valores deverão enquadrar-se nas exigências legais e normativas da Caixa e do Conselho Curador do FGTS na data da contratação.

LEIA MAIS:

Só 5% dos financiamentos para casas saem dos caixas dos bancos

Brasileiro financia 71% do valor da casa própria

Crédito imobiliário para casais gays ganha mais mercado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.