18/05/2007

Caixa reduz juros a partir de hoje

Fonte: Jornal da Tarde

Taxa para financiamento cai de 10,26% para 8,66% ao ano

A Caixa Econômica Federal implementa hoje em suas agências a redução de 10,26% para 8,66% dos juros anuais cobrados nos financiamentos habitacionais com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para famílias da classe média (renda mensal entre R$ 3,9 mil e R$ 4,9 mil). A decisão foi tomada em 3 de maio pelo Conselho Curador do FGTS, mas a resolução só foi publicada no Diário Oficial da última quarta-feira. Para esse público-alvo, a Caixa vai destinar um total de R$ 450 milhões este ano, mesmo valor do ano passado. No total, os recursos do FGTS para habitação este ano são de R$ 7,48 bilhões.

A Caixa tinha 30 dias após a publicação da resolução para oferecer a nova taxa em suas agências, mas antecipou a oferta para que ela esteja disponível nos feirões de imóveis que realiza em Porto Alegre e Brasília, de hoje até domingo, e em São Paulo, na próxima semana. Além dos juros, há correção do saldo devedor pela Taxa Referencial (TR).

A nova taxa será usada nas operações individuais e associativas e em três tipos de iniciativas: para aquisição de imóvel novo, para construção em terreno próprio ou para aquisição de terreno e construção. O valor máximo de avaliação do imóvel ou de investimento na construção é de R$ 100 mil , nas cidades das regiões metropolitanas de São Paulo, Rio e Distrito Federal, e de R$ 80 mil, nas demais cidades.

Nessa linha, a Caixa financia até 100% do valor do imóvel ou da construção, mas exige valor mínimo de financiamento de R$ 10 mil . O prazo do financiamento varia de 15 a 20 anos. O interessado no crédito não precisa ser optante do FGTS, mas, caso tenha conta vinculada, pode usar o saldo para reduzir o financiamento.

Para as outras faixas de renda da carta crédito FGTS não houve mudanças de juros. A taxa permanece em 6% ao ano mais TR, para renda de R$ 380 a R$ 1,9 mil, e em 8,16% mais TR, de R$ 1,9 mil a R$ 3,9 mil.

R$ 5,16 bi emprestados

Os empréstimos habitacionais da Caixa, em todas as linhas, somaram R$ 5,16 bilhões este ano até quarta-feira, 20% acima do valor do mesmo período do ano passado. O volume de financiamentos com recursos próprios subiu 54%, para R$ 1,9 bilhão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.