28/09/2017

Caixa reduz para 50% financiamento de imóveis usados

Essa é a segunda vez no ano que o banco anuncia mudanças

Fonte: ZAP em Casa

Parece que o sonho de comprar a casa própria está cada vez mais difícil. Desde o último dia 25 de setembro, a Caixa reduziu de 70 para 50% o teto para financiamento de imóveis usadas para qualquer linha.

+Baixe o App de Faça Você Mesmo do ZAP em Casa

+ Siga nosso perfil no Pinterest

Para que não lembra, essa é a segunda vez que a instituição restringe a linha de crédito para imóveis usados. Em agosto, o banco já havia reduzido de 80% para 70%.

financiamento imobiliário
(Foto: Shutterstock)

A nova regra vale para financiamentos feitos pelo sistema SAC (mais utilizado), no qual as parcelas do financiamento são decrescentes ao longo do tempo. Para o sistema Price, onde as parcelas permanecem iguais, o teto também caiu para 50%, antes era 60%.

Já para a compra de imóveis novos, o banco não fez nenhuma mudança. Em todas as linhas, o teto para financiamento se manteve de 80% se a opção for pelo sistema SAC ou de 70% se a opção for pelo sistema 70%.

O banco divulgou uma nota, onde anuncia que o financiamento de imóveis novos foi mantido, pois tem com o objetivo de “manter aquecida a indústria de construção civil do País, responsável por gera emprego e renda”.

financiamento imobiliário
(Foto: Shutterstock)

Vale relembrar, que são enquadrados no SFH (Sistema Financeiro de Habitação), os financiamentos de imóveis que custam até T% 95- mil nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Distrito Federal, e de até R$ 800 mil para os demais estados.

No sistema SFI (Sistema Financeiro Imobiliário), atende financiamentos de imóveis de mais de R$ 750 mil nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Distrito Federal, e de mais de R$ 650 mil em outros estados do País.

A linha Pró-Cotista permite o financiamento de imóveis novos de até R$ 1,5 milhão em todo o Brasil, e de imóveis usados de até R$ 950 mil em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Distrito Federal, e de até R$ 800 mil nos demais estados até o fim de 2017, vale lembrar que essa linha está suspensa pelo banco até o ano que vem.

Já o programa Minha Casa Minha Vida, faz o financiamento de imóveis de até R$ 240 mil em estados como São Paulo, Rio de Janeiro e Distrito Federal para as famílias com renda de até R$ 6,5 mil por mês.

+ Itaú reduz as taxas do financiamento imobiliário

+ Saiba como fazer um financiamento e até quanto pode pagar

+ Saiba quais são os documentos necessários para fazer um financiamento

+ Juros do financiamento da Caixa serão mais baixos para clientes com menor risco

10 Comentários

  1. Olá uma pergunta, se caiu o financiamento de imóvel usado para 50%, então um imóvel de 300.000 a entrada sera de 150.000 e não 60.000. Estou correta?

  2. Como em várias outras matérias fica mantido o estilo alarmista que vcs. empregam no texto. Os demais bancos mantiveram os níveis de financiarem até 80% do valor da operação e mantiveram a oferta de crédito, detalhe importante para que a população mantenha o sonho de adquirir a casa própria, não acham?

  3. Creio que erraram na conta. Se o financiamento máximo para usados é de 50%, a entrada para compra seria de R$ 150.000,00 e não como publicado (R$ 60.000,00). Além disso ainda existem as despesas de financiamento, ITBI e registroo de contrato, o que torna ainda mais difícil a aquisição.

  4. A Caixa é o banco que mais financia imóveis no Brasil, está se adequando aos recursos disponíveis, mas tem uma linha de financiamento que não foi citada, o de imóveis usados adjudicados (retomados) que continua financiando até 80% do valor de venda. Para adquirir um imóvel adjudicado, entre em contato com um corretor credenciado no Convênio CAIXA/SISTEMA COFECI-CRECI do seu Estado.

  5. Além dessas linhas de crédito citadas, tem uma para imóveis usados, o adjudicado (retomados) que continua financiando até 80% do valor de venda do imóvel. Consulte um corretor credenciado, lista disponível no CRECI do seu Estado ou entre no site da Caixa e veja os imóveis disponíveis e peça a relação dos corretores credenciados na sua região.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.