06/06/2011

Carrinhos de chá ganham novos designs e mais funções na decoração

Fonte: O Globo
Carrinho da Balai usado complemento do jardim na varanda (Foto: Gabriel de Paiva)
Carrinho da Balai usado complemento do jardim na varanda (Foto: Gabriel de Paiva)

A bela e espaçosa casa de 1935 no Cosme Velho tem espaço suficiente para uma enorme estante que abriga a vasta coleção de CDs dos moradores. Nem precisaria, então, de um apoio extra. Mas a designer de interiores e proprietária da casa Esther Cotrim gosta de fugir do óbvio. Por isso, estacionou bem ao lado do móvel um carrinho de chá, onde ficam os álbuns que está ouvindo no momento, além de um pequeno aparelho de som.

“É um suporte bacana, que foge do convencional. E ainda consegui criar um simpático cantinho de música”, diz.

Carrinho da Velha Bahia usado num cantinho de música
Carrinho da Velha Bahia usado num cantinho de música

E, neste caso, o carrinho escolhido conferiu ainda mais charme à decoração: o modelo, da Velha Bahia, é feito com rodas de bicicleta. Mas não é difícil encontrar peças assim, como mostra matéria da repórter Karine Tavares publicada no Morar Bem deste domingo. As lojas de decoração estão repletas de exemplos de carrinhos de chá repaginados, com visual moderno, e as funções que sua imaginação quiser dar. Nos ambientes dos pequenos apartamentos, então, onde otimizar o espaço é uma necessidade quase sempre urgente, a ideia pode ser ainda melhor aproveitada.

“Nesses casos, eles podem ser usados até como pequenos aparadores”, ensina Esther.

Mas a criatividade pode levar os carrinhos, que já foram só de chá, para qualquer ambiente da casa. O Goitacá, modelo criado pelo designer Pedro Useche e à venda no showroom de Hetty Goldberg, por exemplo, é feito em aço inox polido e tem várias bandejas de multilaminado revestidas em madeira natural, que o transformam numa bela mesa auxiliar para um pequeno home office, como o que a empresária mantém em sua residência.

Já o carrinho Júlia, da Domme, é produzido em freijó com revestimento de laca preta brilhante nas bandejas e fica perfeito como mesa lateral na sala de estar. E o que dizer do sempre atual Zalszupin? Projetado por Jorge Zalszupin em 1959, ele tem bandeja removível, é feito em imbuia e rodas de latão e fica perfeito como um bar.

E até nas cozinhas os carrinhos podem ganhar uma nova função. Tanto servindo como uma pequena estante auxiliar para abrigar louças, cristais e mantimentos, quanto para dar apoio a temperinhos verdes.

Foi o que fez a paisagista Carmem Mouro num apartamento térreo em que o espaço gourmet fica colado à varanda. No dia a dia, o carrinho em madeira teca da Balai fica na área externa complementando o pequeno jardim – que já conta com vasos e cachepôs, além de uma trepadeira estrategicamente plantada próxima às grades para esconder a visão de fora, já que o local tem vista devassada. Na hora de cozinhar, ou preparar alguns drinques, o carrinho que abriga plantinhas como manjericão e hortelã é levado para a cozinha.

“Além de prático, ele ainda tem o mesmo tom de outros móveis da casa. Foi a solução perfeita”, avalia ela.

LEIA MAIS:

Novas pedras ganham a decoração

Blogs dão dicas bacanas de como mudar ambientes da casa com estilo

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.