13/01/2007

Cartilha fixa quatro tipos de piso para as calçadas

Fonte: Jornal da Tarde

Dos materiais aprovados pela cartilha da Prefeitura,
o mais comum é o concreto moldado no próprio local

Sérgio de Castro/AEZap o especialista em imóveisEngenheiro Paulo Grossi, da ABCP: “Materiais são diferentes, mas quando se conta o que é usado,se equivalem”

Uma das principais exigências da Prefeitura para a construção de novas calçadas em São Paulo diz respeito ao material que será utilizado. O decreto assinado pelo então prefeito José Serra, em maio de 2005, autoriza apenas quatro tipos de piso.

Sérgio de Castro/AEZap o especialista em imóveisFeito no próprio local (piso de concreto) – A calçada é feita no prórpio local, sem a necessidade de comprar peças avulsas nas lojas. A decoração pode ser feita com estampas coloridas, feitas enquanto o concreto ainda não atingiu o início do processo de secagem e endurecimento

O sistema construtivo de cada um deles é diferente, mas no fim das contas o preço pago pelo metro quadrado de cada um é praticamente o mesmo, dizem os especialistas. “Os materiais são diferentes, mas quando se conta tudo que é usado, eles se equivalem”, compara Paulo Grossi, gerente da regional de São Paulo da Associação Brasileira de Cimento Portland (ABCP).

Sérgio de Castro/AEZap o especialista em imóveisPara arquitetura histórica (ladrilhos hidráulicos) São placas de concreto de alta resistência, assentadas com argamassa, em processo parecido com o de colocação de pisos internos do imóvel. Podem ser usadas para decorar ambientes de estilo histórico, com motivos e estampas específicas

Dos materiais aprovados, o mais comum e líder na preferência dos moradores é o concreto moldado no local. Sua aplicação é bastante simples e relativamente difundida entre os profissionais. “Com uma obra em andamento, por exemplo, é possível usar a própria mão-de-obra que já está empregada para se fazer a calçada”, recomenda Grossi.

Os pedreiros também estão habilitados a fazer a aplicação dos ladrilhos hidráulicos, o segundo tipo de piso permitido. “As peças precisam ser compradas nas lojas de material para construção e são colocadas da mesma forma que um piso para cozinha ou banheiro”, indica o especialista da ABCP.

Sérgio de Castro/AEZap o especialista em imóveisManutenção sem quebras (Pisos intertravados) – São blocos de concreto pré-fabricados, assentados sobre um colchão de areia, travados por meio de contenção lateral e atrito entre as peças. Permitem manutenção sem necessidade de quebrar o calçamento para a execução da obra

Para vizinhanças com casas de arquitetura histórica, que remetem às décadas em que São Paulo era uma cidade com poucos prédios, os ladrilhos também são recomendados. “Ele é um piso mais tradicional, que serve para áreas de casarões. É preferido, também, por quem deseja fazer desenhos nas calçadas, isso é muito comum”, complementa José Renato Melhem, diretor do programa Passeio Livre, da Prefeitura de São Paulo.

As obras que ficam a cargo do poder municipal, como reforma do calçamento de prédios públicos, têm priorizado um tipo de revestimento chamado de piso intertravado. As peças de concreto se encaixam como se fossem um quebra-cabeça, assentados sobre uma camada de areia, sem precisar de argamassa. A grande vantagem desse tipo de pavimento é a possibilidade de fazer consertos em tubulações subterrânea sem a necessidade de quebradeira – basta desencaixar as peças, abrir o buraco e depois recolocá-las no local.

Sérgio de Castro/AEZap o especialista em imóveisTorna a calçada permeável (concreto pré-moldado) – Placas de concreto, fixas ou removíveis, para piso elevado ou assentamento diretamente sobre a base. Com o uso de placas removíveis, a calçada se torna permeável. Nos demais casos, pode ser projetada para facilitar a drenagem

A economia futura gerada por esse sistema construtivo é elogiada pelos engenheiros e demais especialistas. “Além de evitar remendos e desgaste, os pisos intertravados também não impermeabilizam totalmente o solo. A água passa pelo vão das peças”, destaca Grossi.

O quarto tipo de piso indicado na cartilha da Prefeitura são as placas pré-moldadas de concreto. Altamente duráveis, as peças já vêm prontas da fábrica, com estampas diferentes. Os modelos mais básicos também podem ser comprados em depósitos.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.