30/10/2006

Casa bem conservada garante valorização

Fonte: O Estado de S. Paulo

Reformar ou pintar o imóvel antes de negociá-lo pode facilitar venda ou aluguel

Eduardo Nicolau/AEZap o especialista em imóveisSerena e seu amigo Paulo: pintura garantiu a rápida venda da casa

Quem disse que a aparência não é importante? No setor imobiliário é sim, e muito, principalmente para quem quer agilizar a venda ou aluguel de uma propriedade. Nessas horas, pintura ou reformas novas podem garantir uma boa e rápida negociação. “A casa com a aparência bonita sempre vai alugar primeiro. Existe um grande número de opções no mercado aqui em São Paulo e as pessoas querem facilidade na hora de se mudar”, explica Roseli Hernandes, gerente de Locação e Vendas da Imobiliária Lello.

O vice presidente de Comercialização e Marketing do Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi), Elbio Fernández Mera, também concorda que um imóvel conservado fica muito menos tempo desocupado do que os com problemas, mesmo que custem um pouco mais caro. “A diferença de preço fica em torno de 5%, até porque uma pintura, por exemplo, representa uma pequena fração do valor total da propriedade”, diz. A conservação, para ele, também mantém o patrimônio atualizado e “as chances de se conseguir um bom inquilino, que cuide melhor do imóvel, também é maior”, diz.

No caso de Serena Clara Gola, moradora da Vila Carrão, a aposta na pintura dos quartos valeu a pena: a primeira pessoa que visitou sua residência, um sobrado de dois quartos, fechou negócio. “Precisávamos vender a casa e pensamos em fazer algo diferente para agilizar a venda”, conta. Para isso, Serena utilizou materiais de qualidade e contou com a ajuda da família e de um amigo, Paulo Oliveira, para fazer uma pintura texturizada.

A casa de Clara ainda passou por uma reforma há um ano, o que deixou o imóvel em ótimo estado para a venda. “Só pintamos agora para poder vender mesmo, mas de vez em quando sempre dávamos uma arrumada na casa”, conta. De acordo com Roseli, a atitude tomada por Clara é a melhor. “O ideal é que a pessoa mantenha o imóvel sempre em boas condições, gastando um pouquinho de cada vez”, afirma.

A gerente ainda salienta que todo imóvel sofre uma depreciação natural, mesmo quando não é utilizado. Ainda conforme Roseli, muitos detalhes precisam estar em ordem no imóvel além da pintura, como piso, umidade, telhado, parte elétrica e parte hidráulica, porque no caso de um aluguel, o locatário tem até dez dias para reclamar de defeitos ocultos, que só depois da utilização do imóvel foram percebidos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.