13/04/2008

Casa, comida, roupa lavada e o que mais vier

Fonte: O Globo

Condomínios, assumem, a cada dia, novas funções na vida das pessoas

Os condomínios da cidade estão, a cada dia, assumindo novos papéis na vida das pessoas. E com forte nível de sofisticação. São empreendimentos, recentemente lançados ou entregues, que se encarregam de atividades normalmente desempenhadas pelos próprios condôminos ou por profissionais contratados longe de casa. Entre elas, estão arrumar a casa, consertar roupas, passear com cachorro, reservar passagens, shows, cinema e teatro, além de outras mais conhecidas como cuidar de plantas, tomar conta de crianças e lavar roupas. Atividades oferecidas por novos condomínios ou lançamentos da Zona Sul, da Barra da Tijuca e também da Zona Norte.

André TeixeiraZap o especialista em imóveisCelso e o Filho: “Quanto menos sair daqui, melhor”

 

 

 

 

 

 

 

 

São Paulo está mais adiantado

Segundo o vice-presidente da RJZ Cyrela, Rogério Zylberstein, o conceito de moradia hoje envolve, obrigatoriamente, quatro aspectos — segurança, lazer, paisagismo e serviços:

— As pessoas querem, mais do que nunca, não precisar sair de dentro do condomínio. Os residenciais com serviços são quase um hotel, e a tendência é que eles se tornem cada vez mais completos e refinados. Sob este ponto de vista, na hora da escolha de um imóvel, o apartamento acaba sendo quase que um acessório.

O empresário Celso Arantes Pereira é um exemplo de quem não abre mão de paparicos desse tipo. Morador da Barra há 30 anos, ele gosta de contar que pegou o tempo em que piscina e sauna eram o máximo que um condomínio oferecia.

— O que determinou a compra dos dois apartamentos que tenho no Le Parc foi o conceito de resort, com serviços como lavanderia, arrumação, locação de fitas, spa e academia. Para mim, quanto menos precisar sair daqui de dentro, melhor — conta Pereira, acrescentando que vai passar a trabalhar a pé, a partir de maio, pois montará seu novo escritório no Le Monde, centro comercial no interior do Le Parc.

Os serviços também foram fatores preponderantes na escolha de Zamira Froio, que se mudará para o Les Palais, em Botafogo, que tem entrega prevista para fins de 2009. Acostumada com os serviços dos condomínios de São Paulo, onde morou por 16 anos, ela diz que o Rio ainda está um pouco atrasado nesse quesito:

— Tive dificuldade de achar um condomínio que me garantisse serviços com os quais já estava acostumada. Acho terrível ficar circulando pela cidade, tentando estacionar o carro. Gosto de ter conserto de roupas e sapatos, bufê para festas e cinema, tudo em casa.

Serviços, em sua maior parte, são pagos por fora

Especialistas afirmam que nova estrutura valoriza os condomínios

Luciana Paschoal Zap o especialista em imóveisMárcia Habib, no spa de plantas do condomínio

 

 

 

 

 

 

 

 

A maior parte dos novos serviços, no entanto, são pay-per-use, isto é, paga-se a cada uso. No Saint Barth e Saint Martin, prédios do Isles de la Península, na Barra — que será lançado em 2009 —, itens como reservas de passagens e bilhetes para espetáculos (concierge), governanta, arrumadeira, babá e professor particular serão pagos à parte. O mesmo ocorrerá no Riserva Uno, no mesmo bairro.

Segundo o presidente da Patrimóvel, Rubem Vasconcelos, a melhor forma de agregar valor aos empreendimentos é oferecendo esses serviços:

— O conceito está chegando também à Zona Norte. No Arena Park, no Méier, as mordomias são salão gourmet, lan house, brinquedoteca e home-cinema.

Condomínios com todo o jeito de miniclubes

Para o diretor de Marketing da Carvalho Hosken, Ricardo Corrêa, agora não se constroem mais condomínios, mas, sim, miniclubes:

— As novidades são uma exigência do consumidor. Como os shoppings, que só tinham lojas e, hoje, têm espaços recreativos, os condomínios incorporam produtos como cinema, lan house, pet shop, spa etc.

Márcia Habib mora no Pedra de Itaúna, na Barra, há dez anos. Quando viaja — ela costuma passar três meses por ano em Brasília — fica aliviada ao deixar antúrios, fícus e outras espécimes no spa de plantas do condomínio:

— E ainda conto com a orientação regular do jardineiro e do paisagista do condomínio.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.