10/07/2006

Casa Ecológica

Fonte: Editoria Zap

De forma crescente a população adquire consciência da necessidade de preservar o meio ambiente. E com descrição a casa ecológica vem conquistando seu espaço, através da iniciativa de pessoas que se preocupam com o futuro do planeta.

DivulgaçãoZap o especialista em imóveis

Ao iniciar uma obra, nunca é pensado o impacto que ela trará ao meio ambiente. Os materiais usados provavelmente foram obtidos através da destruição de florestas, com a utilização de produtos químicos tóxicos e depois de pronto, tanto o imóvel quanto os moradores deixarão danos na natureza.

Sendo assim, foi idealizada a casa ecológica com o objetivo de demonstrar procedimentos adequados ao meio ambiente na construção civil e abrigar atividades relacionadas a educação ambiental. Tendo como principais diretrizes a utilização de materiais que antes eram prejudiciais à natureza, hoje com versões ecológicas , os materiais de construção renováveis (na medida do possível), o reuso da água e o aproveitamento dos condicionantes naturais, sendo eles, sol e vento.

Com uma mini-estação de tratamento de água subterrânea, através de um processo químico retira até 95% de impurezas da água, podendo ser reutilizada na limpeza, para molhar a vegetação e na descarga do vaso sanitário.

Já na eletricidade, o aquecedor solar está entre os mais utilizados. Painéis coletores colocados sobre o telhado recebem o calor do sol e o transferem para as tubulações, esquentando a água. O líquido segue então para um reservatório, que o conserva na temperatura ideal para ser usado no chuveiro ou na torneira.

Outra opção é utilizar paredes de vidro aproveitando a iluminação natural e janelas colocadas de forma estratégica para melhor circulação do vento, assim, menor consumo de energia e o chamado conforto térmico.

Também já é possível utilizar produtos ecologicamente corretos nos materiais básicos utilizados na obra. Como por exemplo, os tijolos de solo-cimento, que ao invés de passarem pelo processo de calor e consequentemente a queima de árvores, são submetidos a uma compactação de 12 mil quilos de pressão. E a madeira da estrutura deve contar com um certificado de origem, garantindo que de onde ela foi retirada é certo que haverá o replantio.

Podemos perceber que o interesse por este tipo de construção vem aumentando, devido ao surgimento de diversas lojas especializadas na venda dos chamados eco produtos.

DivulgaçãoZap o especialista em imóveis

A arquiteta Alexandra Lichtenberg comprou um imóvel de 1930 no Rio de Janeiro e o modificou para ser ecologicamente correto, hoje batizada como a
Ecohouse Urca. Dentre as várias modificações e adaptações que foram feitas estão a troca do sistema hidráulico por um sistema econômico, como torneiras fotoelétricas (aquelas que são acionadas quando colocam a mão embaixo) que gastam a metade do volume das tradicionais. Porém a maior novidade da ecohouse é o telhado verde.

   

Divulgação Zap o especialista em imóveis

Depois de ter a estrutura reforçada e garantir a impermeabilização, ela cobriu o topo do imóvel com um jardim. Segundo Alexandra houve uma diferença de 10 graus na temperatura da casa.

Portanto, é preciso prestar um pouco mais de atenção na hora de construir ou reformar e perceber que você pode contribuir dando ênfase ao desenvolvimento sustentável e a conscientização da preservação ambiental.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.