05/11/2008

Cassino da Urca renasce das antigas ruínas

Fonte: Globo online

A partir do ano que vem, as ruínas do prédio, darão lugar ao IED

Dez meses após o início das obras, as linhas clássicas do antigo Cassino da Urca começam a ressurgir. A partir do ano que vem, as ruínas do prédio, que estava abandonado desde o fim dos anos 70, darão lugar ao Instituto Europeu de Design (IED). Faltam apenas retoques na fachada e a conclusão das instalações de luz e água para o término da primeira fase de restauração. Por ora, apenas o edifício voltado para a Baía de Guanabara está sendo reformado. A segunda fase do projeto, que recuperará o edifício anexo, onde funcionou um teatro, terá início em 2009 e término em 2010. A estimativa é de que o investimento total gire em torno de R$ 20 milhões.

Arquiteto responsável pela obra, Ado Azevedo diz que as intervenções foram feitas com o objetivo de recuperar o esplendor que o edifício ainda ocupa no imaginário carioca. Na fachada, paredes que ocultavam janelas originais foram demolidas, assim como o último andar – construído na época da extinta TV Tupi. A referência contemporânea na parte externa será um mirante em formato semicircular, coberto por um esqueleto metálico e revestido com tecidos transparentes de alta resistência. O antigo salão de jogos do cassino, de frente para a baía, foi transformado em uma sala magna, que será usada para palestras e aulas especiais. Um parte do piso de granitina do Hotel Balneário, da década de 20, foi preservada no andar que ocupava o porão. Nas duas entradas principais, foram mantidos os portais de mármore travertino com a inscrição “TV Tupi Canal 6”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.