22/10/2008

Cenário de quem curte a vida

Fonte: O Estado de S. Paulo

Living, que mescla peças de desenho moderno com telas inspiradas no grafitti

Zeca Wittner/AEZap o especialista em imóveisLiving, que mescla peças de desenho moderno com telas inspiradas no grafitti

São Paulo – Diversão é coisa séria, acredita Márcio Santoro. Embora a rotina desse paulistano seja intensa (é um dos sócios da agência de publicidade África), ele sabe conciliar profissão e lazer, aproveitando o fim de semana para surfar em Camburi, no Litoral Norte. A atração por esportes e música – Márcio toca bateria e é DJ diletante – revela-se em seu dúplex, no Itaim, com pé-direito de 4,5 m. “Acho que escolhi inconscientemente este lugar para exercitar minha criatividade”, diz ele, que curte decoração e design.

Quando comprou o primeiro apartamento na planta, em 2004, ele pediu à construtora “para abrir tudo, integrando o living, a cozinha e o dormitório” – obra que contou com a supervisão do arquiteto Gui Mattos. Dois anos depois, adquiriu o imóvel ao lado, um dúplex, e resolveu unir os apartamentos, trabalho então dirigido por Daniela Jank. A arquiteta criou um amplo hall para unir os dois apês – um total de 300 m² -, e eliminou um dos três dormitórios e uma das cozinhas. “A casa é perfeita para dar festas”, comenta Márcio, que encomendou uma estação de som de madeira laqueada na Madetec (orçamento sob consulta) para instalar no estar. No mesmo ambiente, próximo da estante italiana Endless Plastic (Atrium), chama a atenção a bateria Yamaha – que o publicitário gosta de tocar para os amigos.

Aos 37 anos, Márcio é dono de uma narrativa profissional incomum. “Consegui meu primeiro estágio exatamente quando comecei a estudar na ESPM (Escola Superior de Propaganda e Marketing)”, recorda. “Era na DPZ; eu fazia de tudo e ganhava zero.” Aos poucos, começou a se interessar pela área de atendimento, mudou de emprego e seguiu trabalhando até viajar para o exterior, pouco antes de concluir os estudos. “Fui para a Indonésia, onde fiquei dois meses surfando”, conta. “Depois viajei para a Califórnia, estudava inglês – e as ondas.” Na volta ao Brasil, entrou na Lintas, de onde saiu anos depois para trabalhar na DM9.

Ali ele conheceu Nizan Guanaes, com quem logo estabeleceu uma relação especial. Em 2000, quando Nizan mudou de atividade para criar o portal iG, ele disse a Márcio: “Se um dia voltar à publicidade, você vai ser meu sócio”. Dito e feito: dois anos depois, o convite vingou e hoje Márcio e Nizan estão à frente da África, uma das agências mais respeitadas do País.

O gosto diferenciado do publicitário fica evidente na decoração do apartamento. No living, o sofá de linhas retas (Firma Casa) e a mesa de centro com base de inox (MTM Design Studio, R$ 6.700) fazem bonito junto às poltronas MF5, de madeira e palhinha (da Etel Interiores, R$ 9.240 cada uma, sem tecido), enquanto a tela Orange Muse – Keep the Funk Alive, de Alex Hornest (Galeria Choque Cultural), dá o tom irreverente. “Gosto de arte de rua. Quando viajo, costumo fotografar pichações em muros.”

Essa preferência fez com que ele encomendasse ao artista Zezão um grafite no teto da sala de TV, disposto logo acima da escada que conduz aos quartos. A estrutura da cama de madeira de estilo japonês, que havia sido utilizada no antigo dormitório, foi reaproveitada e hoje serve de base para o futon disposto no espaço onde Márcio assiste a DVDs. “Dizem que as chances de ser feliz aumentam quando se tem uma boa casa, um bom trabalho e uma boa mulher. Então, acho que sou”, admite, sorrindo para Marina, sua namorada. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.