14/07/2007

Cidade deve economizar R$ 58 mi com legislação

Fonte: Jornal da Tarde

A exigência do uso dos raios solares para o aquecimento da água já deve gerar neste ano uma economia de R$ 58 milhões com gastos em geração de energia em São Paulo. A projeção é do Departamento Nacional de Aquecimento Solar (Dasol) da Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento (Abrava). A quantia é equivalente ao dinheiro utilizado para construir uma usina de com potência de 14 mil Kw.

O estudo estima ainda que até o final de 2007, 40 mil metros quadrados de coletores solares sejam instalados na Capital, o que deve gerar redução de 40% a 80% no consumo de energia elétrica ou a gás para o aquecimento de água na cidade.

Segundo o diretor executivo do Dasol, Carlos Faria,a economia até 2015 seria de R$ 1 bilhão. “Levantamos com o Secovi o número de novos imóveis por ano que surgem na cidade, cerca de 11.150, e vimos o impacto que isso deve representar”, explica o especialista.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.