11/04/2008

Com o toque de um botão

Fonte: Jornal da Tarde

Já é possível comprar em São Paulo um apartamento inteligente por R$600 mil

DivulgaçãoZap o especialista em imóveisSuíte do apartamento modelo decorado da Practical, no Campo Belo: controle de tudo ao lado da cama

Imagine que você está no trabalho e lembra que deixou as janelas do seu apartamento abertas e começa a chover forte. Se você tiver um apartamento com automação, pode fechar as persianas pelo celular, mandando uma mensagem de texto.

Esse é apenas um exemplo do que um apartamento ‘inteligente’pode fazer. As outras opções dependem da vontade do dono e de quanto ele quer investir em automação
residencial. Se o cliente quiser ter apenas um sistema de
iluminação automatizado, pode.Mas, no dia que quiser ter um controle central integrado e programação de quase tudo, como fechamento e abertura de cortinas, funcionamento de aparelhos eletrônicos e até o preparo do banho, já terá o seu apartamento pronto para isso, precisando apenas incluir
circuitos no quadro de automação.

Em São Paulo, os apartamentos inteligentes ainda são restritos
aos padrões médio-alto e alto, e nem todas as incorporadoras que trabalham para essa faixa de público entraram na ‘era digital’. Mas a tendência é que, em pouco tempo, esse tipo de facilidade esteja disponível em quase todos os lançamentos.

Hoje, a Practical, empresa de soluções imobiliárias, consegue o
que há cinco anos era impensável no mercado: oferecer unidades prontas para receber automação com preços a partir de R$600mil. “O grande desafio da automação é esse. Oferecer soluções para auxiliar o dia-a-dia das pessoas sem
que o produto fique inacessível”, diz Nelson Parisi Júnior, diretor da Practical.

O desafio vencido pela empresa é resultado do investimento
em automação, iniciado pelas incorporadoras no Brasil nos últimos dez anos. “A automação residencial deu um salto no Brasil nos últimos quatro anos, até pelo desenvolvimento de novas tecnologias”, diz Charles Nader, diretor técnico da construtora Adolpho Lindenberg.

Nos empreendimentos com apartamentos ‘inteligentes’ também é feita automação em toda a área comum dos edifícios. “O que
facilita a gestão dos condomínios”, completa Parisi Júnior.

Sistemas de R$5 mil a R$150 mil

Quem estiver interessado em usufruir das facilidades dos apartamentos com automação, como programar as cortinas para fechar em determinado horário (para não queimar o piso, por exemplo), ou programar a banheira para encher e deixar o seu banho pronto na hora em que você chega em casa, ou simplesmente programar a casa para desligar todas as luzes e eletrodomésticos cinco minutos depois de você ir embora,
deve, em primeiro lugar, procurar um empreendimento pronto
para receber automação.

Encontrado o imóvel, o cliente vai definir o grau de automação
que ele vai querer ter em casa. Definida a automação (de acordo com as necessidades do cliente e de quanto ele quer investir), a incorporadora faz a instalação, em parceria com empresas especializadas, e entrega o apartamento automatizado e personalizado, na entrega das chaves.

A Yuny Incorporadora, voltada para o alto padrão, já entrega alguns de seus empreendimentos comum kit básico de automação, que inclui cenários de iluminação e acionamento de persianas e cortinas. Se o cliente quiser outros itens, faz na personalização, pagando separadamente.

Nos empreendimentos que não entregam um kit básico,uma
automação simples, como de cenários de iluminação nas salas,
custa a partir de R$5 mil, segundo a Practical. Mas há clientes que investem até R$150 mil para deixar a casa ‘inteligente’.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.