04/03/2007

Comece pelo preparo da superfície

Fonte: O Estado de S. Paulo

Uma das dicas de especialista: partes mofadas devem ser limpas, lavando-se com água sanitária

DivulgaçãoZap o especialista em imóveisEfeitos – Desenho de pintura feita com produto específico à venda

Chegou a hora de pintar a casa por dentro. E se você quiser fazer o serviço por si mesmo, com ajuda da família ou amigos, há algumas orientações básicas para que o resultado seja satisfatório.

O faça-você-mesmo da pintura residencial envolve pelo menos três tipos de conhecimentos prévios: preparação de superfície; tintas existentes; e ferramentas necessárias.

Comecemos pela superfície. A dica principal, vinda da consultora de cores da Suvinil, Erica Taguti, é examinar se a área a ser pintada está cuidadosamente limpa, sem marcas ou imperfeições. “Esses fatores podem comprometer a aparência, durabilidade e a qualidade da pintura.”

Agora dicas que o site da Suvinil traz para a preparação das superfícies:

Manchas de gordura ou graxa devem ser eliminadas com solução de água e detergente. Em seguida, enxaguar e aguardar a secagem;

Partes mofadas devem ser eliminadas lavando a superfície com água sanitária. Em seguida, enxaguar e aguardar a secagem;

Imperfeições profundas do reboco/cimentado devem ser corrigidas com argamassa de cimento: areia média, traço 1:3 (aguardar cura por 28 dias no mínimo);

Reboco novo: aguardar a secagem e cura (28 dias no mínimo).

Tipos de tintas 

Existem, segundo Erica, basicamente dois tipos de produtos: a látex PVA e a látex acrílica.

A primeira é fácil de lavar (basta sabão neutro e água), e tem acabamento brilhante, o que, diz Erica, a torna própria para a cozinha. Sua durabilidade é de cerca de dois anos. A acrílica é mais cara e mais resistente. Tem durabilidade de quatro a cinco anos. A látex PVA, diz Erica, tem acabamento fosco. “Com a acrílica, também se consegue o aspecto fosco, além do acetinado e do semibrilho”.

Os fabricantes, segundo Erica, têm linhas específicas para conseguir efeitos especiais. “Um deles é um tipo de gel que é aplicado sobre a tinta para ser trabalhado nos efeitos desejados, com um pano ou um plástico. Também se podem fazer listras ou efeitos de mármore, com outros tipos de produtos específicos existentes no mercado.”

Os sites dos fabricantes são bem recheados de informações sobre a pintura feita pelo morador, incluindo a forma de cálculo do volume de produto necessário para a área a ser pintada.

Serviço

*Tintas Coral – www.tintascoral.com.br. Suvinil – www.suvinil.com.br; Universo Tintas, www.universo.com.br; Solventex – www.solventex.com.br

Leia também

 

Dicas para escolher rolos e pincéis

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.