18/02/2007

Como fazer uma pequena reforma sem muito transtorno

Fonte: O Estado de S. Paulo

Materiais como gesso cartonado possibilitam obra bem mais rápida

AEZap o especialista em imóveis

Poeira. Barulho. Ferramentas espalhadas pelo chão. Pedreiros andando de um lado pro outro. Numa palavra: transtorno. Para muitos essa pode ser a descrição exata de uma reforma. Mas nem tudo está perdido se as modificações na casa ou apartamento não forem tão extremas. É possível fazer uma pequena reforma rápida e sem contratempos e ainda não precisar sair de casa durante as obras. O segredo é organizar a obra, garante a arquiteta Juliana Felicíssimo. “Você tem que fazer um bom planejamento do que tem que ser feito.”

A arquiteta diz que para se derrubar uma parede, por exemplo, o transtorno é mesmo inevitável para o morador. Mas se o objetivo é erguer uma outra, existem materiais que possibilitam um trabalho rápido e sem complicação.

Juliana recomenda os painéis de gesso acartonado, material usado principalmente em reformas de apartamento, em substituição da alvenaria. “Você monta uma parede num dia e pinta no outro.” Segundo ela, o custo não é muito elevado.

Mais resistente que o gesso tradicional, esse material é divido em dois tipos: o verde (mais resistente à umidade) e o rosa, usado em paredes em geral. Um a estrutura metálica tubular é montada e as placas de gesso são parafusadas nela. E o planejamento entra na função que terá a parede: tubulações hidráulicas podem ser inseridas na estrutura, por exemplo. “A estrutura metálica é reforçada onde você planeja que vai pendurar alguma coisa”, explica Juliana.

Para a parte elétrica, existem no mercado caixas para tomadas e interruptores desenvolvidas especialmente para o gesso acartonado. Para o acabamento, é possível encontrar argamassas especiais, laminados de revestimento (plásticos, melamínicos) e colas adequadas. Para evitar o incômodo, Juliana recomenda a escolha de tintas sem cheiro, com secagem rápida.

Concreto celular 

Outra alternativa são os blocos de concreto celular. “O assentamento é rápido; em meio dia você consegue subir a parede”, diz Juliana. “Aprumando com uma camada de gesso ou massa única, já deixa a parede lisinha para a pintura”, explica a arquiteta. “Daí você pode pintar diretamente em cima.”

O material é leve – apesar de utilizar as mesmas matérias primas do concreto comum, ele têm apenas 20% do seu peso. O custo, porém, é mais alto.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.