16/04/2012

Complexo da UCS será o 39ª imóvel tombado pelo município em Caxias do Sul

Complexo da UCS será o 39ª imóvel tombado pelo município em Caxias do Sul

Fonte: Revista do ZAP

Prédio principal, auditório e capela originais do complexo do Campus 8 da Universidade de Caxias do Sul (UCS) preservam detalhes do movimento modernista em peça­s e na arquitetura

A história arquitetônica da cidade de Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul, ganha mais uma garantia de preservação. O complexo do Campus 8 da Universidade de Caxias do Sul (UCS) deve ser tombado pelo patrimônio histórico em maio de 2012. O processo, aprovado pelo Conselho Municipal do Patrimônio Histórico e Cultural (Compahc), depende apenas do aval do prefeito José Ivo Sartori (PMDB). O tombamento é praticamente certo, visto que Sartori costuma autorizar os pedidos.

Divulgação

Formado por prédio principal, auditório e capela, inaugurados em 1961, o Campus 8 é muito mais do que a atual sede de quatro cursos da universidade. A edificação com características modernistas abrigou inicialmente o Colégio Santa Francisca Xavier Cabrini, e chegou a abrigar uma metalúrgica, entre 1974 e 1980.

Divulgação

O conjunto de aspectos históricos e arquitetônicos resultou no processo de tombamento proposto pela UCS.”O complexo todo tem muito valor enquanto arquitetura e história de Caxias. O conjunto será tombado, mas teria o mesmo valor se fosse avaliado em separado”, opina o presidente do Compahc, arquiteto Gustavo De Carli.

Divulgação

Para que um bem seja tombado, é preciso que se enquadre em algum dos valores de salvaguarda: valor arquitetônico, evocativo (permanência na memória coletiva), ambiental, de raridade, de conservação e de desaparecimento são alguns deles. O patrimônio não precisa se enquadrar em todos, mas deve ter obrigatoriamente mais de 50 anos.

Divulgação

“Os prédios não nascem para ser tombados. Eles adquirem esse caráter ao longo do tempo e de acordo com vários fatores. Como o tombamento evita que um prédio seja demolido, é um abraço que se dá àquele bem”, analisa a diretora de Memória e Patrimônio Cultural, Liliana Alberti Henrichs.

Após concluído o processo, o patrimônio segue sob responsabilidade do proprietário. É ele quem responde pela manutenção. A fiscalização cabe ao poder público. O dono não tem autonomia para promover mudanças significativas: nesse caso, é exigida vistoria pelo órgão que o tombou.

Como vantagens, o imóvel é isento de IPTU e o proprietário recebe índices construtivos, títulos que podem ser vendidos a construtoras. Atualmente, os índices são comercializados por R$ 120,26 ou R$ 140,31 o metro quadrado, dependendo da localização.

Se o tombamento dá garantia de preservação, quem ganha é a cidade. Há exemplos como o Museu Municipal, antiga sede da intendência e da prefeitura que hoje abriga raridades que remontam à história de Caxias, e a Capela Santo Sepulcro, referência em esculturas em madeira. “O principal ganho da cidade é a manutenção da história a partir do patrimônio”, entende De Carli.


Detalhes revelam história
O complexo do Campus 8 preserva características originais do Modernismo, movimento marcado inicialmente pela Semana de Arte Moderna de 1922. Grandes recortes no teto, plafons circulares e ousadia na concepção de pisos com desenhos diversos em parquê ou cerâmica atraem o olhar. A finalização do projeto ocorreu na década de 1950. A inauguração foi em 1961.

A edificação foi erguida para abrigar o Colégio Santa Francisca Xavier Cabrini. O instituto de educação funcionou até 1974, sempre como colégio interno. No prédio principal, os quartos mantêm as pias originais. Banheiros coletivos também permanecem como no início. A estrutura ainda é utilizada para hospedagem em grandes eventos, explica o diretor do Campus 8, o arquiteto Aldo Zat.

Vendido para uma metalúrgica, o conjunto suportou a fabricação de carrocerias até 1980. Para a produção, o pátio nos fundos do prédio principal fora coberto por telhas, em uma espécie de pavilhão. Nos 15 anos seguintes, todo o complexo ficou desativado. Desde 1995, pertence à UCS.

Batizado de Campus 8 – Centro de Artes e Arquitetura, sedia os cursos de Arquitetura e Urbanismo, Design de Moda, Design, Artes Visuais e Licenciatura em Música. Além de salas de aula, há espaços para intervenções artísticas, auditórios, galeria, laboratórios e biblioteca.

A Capela Santa Francisca Xavier Cabrini, anexa ao prédio principal, preserva vitrais coloridos, altar de mármore, pisos e corrimões originais. No total, são 13 mil metros construídos em área superior a cem mil metros quadrados.



Leia mais:
>> Ofertas de casas à venda em Caxias do Sul
>> Veja apartamentos à venda em Caxias do Sul
>> Anuncie seu imóvel no Pense Imóveis

Tags: destaques

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.