29/07/2014

Condomínio custa 95 reais em 120 prédios paulistanos

Taxa mais econômica atende demanda da classe C, aponta estudo

Fonte: ZAP Imóveis

Se em alguns prédios paulistanos a taxa do condomínio chega a representar mais da metade do preço do aluguel, em outros o valor cobrado tira apenas R$ 95 do bolso do morador. É o que acontece em 120 empreendimentos da capital, conforme aponta uma pesquisa elaborada pela Lello.

Condomínio residencial de duas torres
Condomínios residenciais “econômicos” possuem, no geral, duas torres (Foto: Shutterstock)

Morador que adotar animal de rua vai receber desconto no IPTU

Conta de luz fica 18% mais cara em São Paulo

De acordo com o estudo, esses empreendimentos residenciais “econômicos” possuem, no geral, duas torres, média de 120 unidades, piscina e churrasqueira, e foram projetados para atender à demanda da classe C. No entanto, eles representam apenas 0,6% dos condomínios de apartamentos na cidade.

Valores praticados no mercado

Dos 21 mil empreendimentos residenciais de São Paulo, 15,1 mil (71,9%) são considerados “clássicos”, ou seja, possuem uma torre, média de 64 apartamentos, dois elevadores e seis funcionários. O valor da cota nesses locais é de R$ 487 por mês.

Os denominados “grandes conjuntos”, com três ou mais torres, somam 1.350 em toda a cidade, com taxa condominial de R$ 250 mensais.

Há também 830 empreendimentos considerados de alto padrão, onde o condomínio chega a R$ 1,3 mil. Outros 650 são do tipo “clube”, com condomínio de R$ 586, em média.

Quer receber mais dicas de decoração e mercado? Clique aqui e cadastre-se

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.