23/05/2008

Condomínios de São Paulo dão exemplos de cidadania

Fonte: Editoria Zap

Moradores se unem a favor da coleta seletiva de lixo

Arquivo pessoalZap o especialista em imóveisFachada do condomínio Saint Paul Ville, na Bela Vista

O Brasil produz cerca de 100 mil toneladas de lixo por dia, mas recicla menos de 5% do que é jogado fora nas cidades – valor muito baixo se comparado à quantidade de material reciclado nos Estados Unidos e na Europa (40%). De todo o lixo gerado diariamente, pelo menos 35% poderia ser reciclado ou reutilizado, e outros 35%, transformados em adubo orgânico. Hoje, cada paulistano produz cerca de 1,2 kg de lixo, em média, por dia.

Moradores de edifícios da cidade de São Paulo se unem para dar um destino correto a embalagens longa vida, garrafas plásticas, latinhas de refrigerantes e diversos materiais recicláveis que transbordam diariamente nas lixeiras das residências.

Mobilizados em prol desta luta, moradores da região de Cerqueira César criaram a SAMORCC (Sociedade dos Amigos e Moradores do Bairro de Cerqueira César) que tem como principal objetivo conscientizar a população sobre a necessidade da coleta seletiva nos condomínios. É um trabalho feito de porta em porta, pelos voluntários da entidade, instruindo e solicitando parcerias de síndicos e moradores.

A advogada Célia Marcondes Smith, umas das fundadoras do projeto, enfatiza a importância de instruir os moradores a limpar materiais recicláveis antes de colocá-los nos recipientes de armazenamento. Toda a coleta deve estar totalmente seca e limpa, para evitar que restos de líquidos ou materiais orgânicos presentes em um recipiente prejudiquem o aproveitamento de outros.

O condomínio Saint Paul Ville, na Bela Vista, onde moram cerca de 500 pessoas, é um exemplo de como um programa de reciclagem pode funcionar. Aprovado em assembléia, o projeto de coleta seletiva foi implantado em novembro de 1999. Atualmente o edifício tem uma parceria com a Prefeitura Municipal de São Paulo, que lhe cedeu dois contêineres  com capacidade de 1.000 litros, cada, para armazenamento do lixo reciclável. A coleta é feita todas as segundas-feiras. O arquiteto, Paulo Romani, síndico do Saint Paul Ville, conta que a coleta seletiva foi sempre bem aceita por todos os moradores que até hoje se preocupam em colocar o lixo reciclável nas lixeiras específicas. Romani afirma que a participação dos funcionários foi importante para a realização do projeto. “Acho que a conscientização dos moradores e funcionários foi o grande passo para o sucesso da coleta em nosso condomínio”, diz o síndico.

Materiais recicláveis

Os materiais mais comuns encontrados no lixo urbano e que podem ser reciclados são:

– Plásticos
– Garrafas, embalagens de produtos de limpeza
– Potes de cremes, xampus
– Tubos e canos
– Brinquedos
– Sacos, sacolas e saquinhos de leite
– Isopor

Alumínio:

– Latinhas de cerveja e refrigerante
– Esquadrias e molduras de quadros

Metais ferrosos:

– Molas e latas

Papel e papelão:

– Jornais, revistas, impressos em geral
– Papel de fax
– Embalagens longa-vida

Vidro:

 – Frascos, garrafas
 – Vidros de conserva

Curiosidades

Benefícios da coleta seletiva

• Para 75 latas de aço recicladas preserva-se uma árvore que seria usada como carvão.

• Para cada tonelada de papel reciclado, evita-se a derrubada de 16 a 30 árvores adultas, em média.

• A cada 100 toneladas de plástico reciclado, evita-se a extração de 1 tonelada de petróleo, com economia de aproximadamente 90% de energia.

• Com 10% de vidro reciclado economiza-se 4% de energia, além de redução de 10% no consumo de água.

Departamento de coleta seletiva da prefeitura

Central de Atendimento – 156

Departamento de Limpeza Urbana (LIMPURB)

Alô Limpeza – (11) 3229-3666 ou 3328-2836, ou ainda 3328-2851

Leia também

Óleo usado em casa também é reciclável

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.